Problemas na lateral-direita do Santa Cruz

Com contusão de Vítor, escassas opções pintam para Eutrópio

Após sair atrás do placar, diante do Criciúma, o Santa Cruz conseguiu uma importante virada, sábado passado, fora de casa, pela estreia das duas equipes na Série B. Uma vitória iniciada com um gol do lateral-direito Vítor. Mas a história do atleta no jogo não foi escrita apenas por alegrias. Uma lesão na tíbia e fíbula, aos 25 minutos do segundo tempo, o tirou de combate na temporada 2017. Sendo o prognóstico do Departamento Médico Coral, após cirurgia, o atleta poderá ficar até seis meses sem poder atuar. O jogador retornou ao Recife na manhã deste domingo.

O lateral-direito tricolor foi levado imediatamente a um hospital da cidade de Criciúma, logo após deixar o campo. Lá, realizou exames que confirmou a gravidade da lesão. "Vitor sofreu uma fratura na perna direita, nos ossos da tíbia e fíbula. No hospital, fez o raio-x e ficou decidido com o nosso departamento médico que o atleta seria encaminhado para a cirurgia", afirmou o médico do clube, Wilton Bezerra.

O Santa Cruz, através de uma rede social, disse que não vai medir esforços para a recuperação do jogador. O tom de lamentação também foi utilizado pelo técnico Vinícius Eutrópio, logo após deixar o gramado. “A gente fica triste. Todo mundo está preocupado. No melhor momento dele, perdemos uma referência técnica. Pelo que estão falando, deve ser grave.”

Além de perder um atleta titular, a lesão de Vítor fez o Santa Cruz órfão de uma referência técnica e uma liderança. Para piorar a situação coral, o técnico Vinícius Eutrópio acabou se deparando com opções escassas para preencher o lugar do capitão. Os outros laterais do elenco, Gabriel Valles e Nininho, estão com problemas.

O primeiro tem uma lesão na parte posterior da coxa esquerda, que o deixa fora de combate há mais de um mês. O jogador só deve voltar a ser opção daqui a duas semanas. O caso de Nininho é contratual. O vínculo do jogador com o Santa Cruz vai somente até o final do mês. Diante desse cenário, Eutrópio sinalizou até usar o volante Federico Gino como opção para o setor. “Sem dúvida estamos no limite mínimo de jogadores. Temos Nininho e Gabriel deve voltar em duas semanas. Gino também joga nessa posição. Mas temos de contratar um lateral e também temos outros nomes negociando com a gente” disse o treinador.

Veja também

Justiça do Trabalho condena Sport a pagar R$ 902 mil para Diego Souza
Sport

Justiça do Trabalho condena Sport a pagar R$ 902 mil para Diego Souza

Brasil encerra Mundial de Handebol em 18º e mira pré-olímpico
Handebol

Brasil encerra Mundial de Handebol em 18º e mira pré-olímpico