Procura e sondagens: Santa Cruz recebe 'nãos' no mercado

Falta credibilidade ou poder de convencimento para o Santa fechar a negociação? Diretoria de futebol encontra dificuldades para contratar reforços

Executivo de futebol do Santa Cruz, Luciano Sorriso, acompanhando o treino no CT Ninho das CobrasExecutivo de futebol do Santa Cruz, Luciano Sorriso, acompanhando o treino no CT Ninho das Cobras - Foto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco

 

O Santa Cruz já recebeu muitos “nãos” de jogadores que tentou contratar. O fato, inclusive, foi dito publicamente pelo executivo de futebol do clube, Luciano Sorriso, em entrevistas coletivas. Os meias Daniel Costa, ex-Tricolor e atualmente no Criciúma, Pedro Carmona, que está no rival Sport, e Jailson, do Cuiabá/MT e que estava no Arruda na Série C do ano passado, recusaram as propostas da diretoria coral.

Leia também:

Sorriso é cobrado em treino por torcedores: 'Cadê o meia?' 

Santa tem negociação com meia, mas não dá prazo para anúncio 

Promessa do Santa Cruz por camisa 10 completa três meses 

Torcida do Santa cobra reforços e pede camisa 10 prometido 

Há mais de três meses, o site oficial do clube divulgou que um jogador seria anunciado para sacudir a torcida, mas a espera continua. O gerente remunerado Luciano Sorriso, inclusive, chegou a ser cobrado pelos torcedores mais de uma vez durante o treinamento do elenco. Ao ser questionado sobre a contratação do meio-campista prometido, o dirigente disse que não tem conseguido fechar a negociação. Apesar da pressão, o diretor conversou pacientemente com a torcida.

A cada dia passado, os torcedores cobram muito mais a contratação de reforços, principalmente porque o Campeonato Brasileiro da Série C já está em andamento. A diretoria segue buscando nomes no mercado, mas esbarra na concorrência. Recentemente, o clube sondou quatro meias com idades mais elevadas: Juan (37 anos e ex-Tombense/MG), Marquinho (do Athletico Paranaense e com 32 anos), Chumbinho (do Inter de Limeira/SP e de 32 anos) e Hiroshi (XV de Piracicaba/SP e 33 anos).

Falta credibilidade para concretizar o negócio? Antes do início da temporada 2019, o presidente Constantino Júnior e o técnico Leston Júnior falaram em resgatar a credibilidade do clube, que teve a imagem arranhada por conta dos atrasos salariais de 2016 a 2018. Este ano, o Santa Cruz tem pago os salários em dia. A folha do mês de abril do elenco, por exemplo, foi quitada antecipadamente, na última segunda-feira. Diferentemente das últimas temporadas, os vencimentos estão sendo cumpridos à risca. 

 

Veja também

Espanha desperdiça pênalti e não sai do empate contra Polônia na Eurocopa
Eurocopa

Espanha desperdiça pênalti e não sai do empate contra Polônia na Eurocopa

Brasileiro Feminino: Flamengo bate Avaí/Kindermann no fim e segue vivo
Brasileiro Feminino

Brasileiro Feminino: Flamengo bate Avaí/Kindermann no fim e segue vivo