A-A+

Protesto de tricolores marca debate sobre estatuto

Torcedores foram ao Arruda em manifestação contra tentativa de manobra em relação à reforma do documento

Torcedores protestam pedindo reforma no estatutoTorcedores protestam pedindo reforma no estatuto - Foto: José Britto/Folha de Pernambuco

O primeiro dos três dias programados de reuniões envolvendo a votação da reforma do estatuto do Santa Cruz, nesta terça (17), no Arruda, contou com presença maciça de torcedores corais, que se manifestaram contra um pedido de mudança solicitado pelo Conselho de Administração, presidido por Antônio Luiz Neto. O documento do órgão faz uma alteração no texto original da Comissão da Reforma, previsto para ser votado, pedindo nulidade do projeto proposto anteriormente, além de vetar a presença de conselheiros suplentes e colaboradores nos encontros que definirão o futuro do Tricolor. Membros do CD e movimentos populares da torcida foram contra a ideia, gerando protestos na sede do clube, endereçados principalmente ao atual presidente, Constantino Júnior.

Leia também:
Duas próximas reuniões da reforma do estatuto são canceladas
Semana sobre a reforma do estatuto é decisiva para o Santa

Cartazes e gritos de "reforma é obrigação" tomaram conta do Arruda. Por conta do tumulto, viaturas da Polícia Militar foram enviadas ao local. O presidente do Conselho Deliberativo, Alírio Morais, explicou a situação. "Não enxergo desentendimento entre clube e torcida. Essa mobilização para se apresentar um projeto de um novo estatuto é uma ideia nossa. Queremos debater para criar um texto final, convocando à Assembleia Geral dos sócios. Porém, no espírito democrático, outros poderes também querem participar, formalizando seu entendimento sobre o que, para eles, será o Santa Cruz do futuro", afirmou.

"Ainda não li a nova proposta porque minha cabeça está trabalhando na inicial. A convocação é para discutir o projeto que nasceu em 2018. Não poderia me manifestar sobre a nova proposta. Reconheço o nível de conhecimento jurídico das pessoas que estão assinando, mas é humanamente impossível receber um estatuto com um volume grande de artigos e, da noite para o dia, chegar a uma conclusão. Por isso, eu acho que não deveríamos debater inicialmente a proposta alternativa, já que ela não seguiu esse percurso", completou. As discussões sobre o novo estatuto do Santa devem seguir pelos próximos dois dias.

Veja também

Chateado com gols de bola aérea, Florentín lamenta postura contra Palmeiras: 'ficamos muito atrás'
Sport

Chateado com gols de bola aérea, Florentín lamenta postura contra Palmeiras: 'ficamos muito atrás'

Sport sai na frente, não consegue segurar pressão e sofre virada para o Palmeiras
Campeonato Brasileiro

Sport sai na frente, não consegue segurar pressão e sofre virada para o Palmeiras