Ramos e Iniesta não acham que Rússia seja último Mundial

Jogadores do Real Madrid e do Barcelona estrearam juntos na seleção espanhola, na fase final da Copa 2006

Sérgio Ramos é um dos líderes da seleção espanholaSérgio Ramos é um dos líderes da seleção espanhola - Foto: AFP

O capitão da seleção espanhola, Sergio Ramos, e o companheiro Andrés Iniesta garantiram, nesta sexta-feira (1º), que não acham que a Rússia pode ser a última Copa do Mundo que possam disputar.

"Sempre penso no dia a dia, tento desfrutar de cada momento que este magnífico esporte me presenteia. Neste sentido, não acho que possa ser meu último mundial, pelo contrário", comentou Ramos em coletiva de imprensa antes da partida contra a Itália pelas eliminatórias.

"Enquanto minha ambição e vontade me permitirem, tentarei prolongar o máximo possível, porque sou feliz há muitos anos neste esporte. Se puder prolongar essa felicidade, por que não faria", questionou o zagueiro.

"Concordo totalmente" se limitou a afirmar Iniesta, que estreou com Ramos na fase final da Copa do Mundo de 2006, negando que a Rússia possa ser o fim da geração de ouro, campeã de duas Eurocopas (2008, 2012) e um Mundial (2010).

Neste sábado, a Espanha enfrenta a Itália em partida decisiva pela classificação para a Copa do Mundo.

"É preciso ser realista e consciente que amanhã temos uma grande prova. Temos um mundial em jogo, diante de uma grande seleção", comentou Ramos.

"Nos conhecemos muito a nível de seleção, a nível individual, mas também é certo que cada jogo é diferente e cada partida é preciso dar o máximo sempre", concluiu Iniesta.

Veja também

Santa prolonga contrato de trio para jogo contra o Itabaiana
Futebol

Santa prolonga contrato de trio para jogo contra o Itabaiana

Barça vence Rayo Vallecano de virada e vai às quartas da Copa do Rei
Futebol

Barça vence Rayo Vallecano de virada e vai às quartas da Copa do Rei