Raptors e Warriors duelam pelo jogo 6 das finais da NBA

Este será o último jogo do Golden State Warriors na Arena. A equipe se mudará para a cidade de São Francisco na próxima temporada

Kawhi Leonard e Stephen Curry foram os destaques do jogoKawhi Leonard e Stephen Curry foram os destaques do jogo - Foto: Noah Graham/NBAE/Getty Images/AFP

Depois de uma partida espetacular e surpreendente, Golden State Warriors e Toronto Raptors protagonizam às 22h (horário de Brasília) de hoje o sexto jogo das finais da NBA, na Oracle Arena, com transmissão da Band e ESPN. A equipe de Oakland, na Califórnia (EUA), precisa vencer para forçar o derradeiro confronto, caso contrário a franquia canadense conquistará seu primeiro título da história da liga.

Para forçar a sétima partida, o Golden State vai precisar de outra atuação espetacular dos “Splash Brothers”. Na partida de segunda-feira marcaram 57 pontos juntos. A importância de Stephen Curry e Klay Thompson se elevou mais ainda devido a mais uma lesão de Kevin Durant. O ala, MVP de 2014, tinha passado mais de um mês fora das quadras por conta de um problema na panturrilha direita. Para o azar do jogador e dos Warriors, ele ficou apenas 12 minutos em quadra e saiu carregado pelos companheiros após se machucar sofrer uma contusão no tendão de Aquiles, em uma tentativa de drible em Serge Ibaka. O tempo estimado de recuperação é de oito meses, no mínimo.

Outro fator importante para ser destacado é Draymond Green. O polêmico jogador vem tendo um grande desempenho nos playoffs, mas o número elevado de faltas técnicas podem prejudicar ele e a equipe. O ala-pivô já acumula seis infrações deste tipo, e se acontecer a sétima na partida de hoje estará fora do jogo decisivo.

Vale ressaltar que o camisa 23 já ficou de fora de um confronto decisivo pelo mesmo motivo. O ocorrido foi em 2015, quando o Golden State liderava a série contra o Cleveland Cavaliers por 3x1 e Green não pôde entrar em quadra no quinto jogo das finais. Curiosamente, esse foi o único campeonato perdido pelo GSW da sequência de quatro finais consecutivas até este ano.

Com a lesão de KD, DeMarcus Cousins foi importantíssimo para variar o ataque dos Warriors. O pivô acumulou 14 pontos e seis rebotes em menos de 20 minutos em quadra. Além disso, teve bom desempenho defensivo. Principalmente se comparado aos últimos jogos, nos quais o Boogie era o grande alvo do ataque dos Raptors.

O lado canadense sentiu a derrota da última segunda, mas segue confiante e com mais uma oportunidade de se sagrar campeão da temporada 2018-2019 da NBA. Principal candidato a conquistar pela segunda vez o prêmio de MVP das Finais, Kawhi Leonard vem tendo uma série espetacular.

Um dos aspectos para a confiança no primeiro título da história da equipe é o experiente ala. O campeão da liga em 2014 teve um último quarto digno de Michael Jordan, com 10 pontos consecutivos e uma virada no placar. Mesmo assim, os Warriors “pegaram fogo” nos últimos três minutos e conquistaram a vitória.

A atenção na defesa do perímetro dos Raptors deve ser redobrada. O Golden State costuma arremessar e acertar muitas bolas de três quando estão pressionados. Para isso, Danny Green, Kyle Lowry e Fred VanVleet seguirão com a missão ingrata de não deixar Stephen Curry e Klay Thompson chutarem.

Mas se engana quem pensa que os pivôs do Toronto não tem tanto trabalho defensivo. Os seguidos cortes que os “Splash Brothers” recebem são, quase, dentro do garrafão e os possibilitam de chegarem livre na zona de maior pontuação na NBA.

Oracle Arena

Este será o último jogo do Golden State Warriors na Arena. A equipe se mudará para a cidade de São Francisco na próxima temporada e passará a jogar no Chase Center. O ginásio é histórico e celebrou três títulos da equipe (todos na “era Stephen Curry”). O GSW só não tem mais um título no Coliseu, porquê nas finais da temporada 1974-1975 a Oracle Arena estava em reforma e a equipe mandou as partidas no Cow Palace, em Darly City.

Leia também:
NBA: Raptors recebem Warriors podendo conquistar título
Ex-Spurs, Tony Parker anuncia aposentadoria após 18 temporadas na NBA

Veja também

Náutico encara a Ponte Preta pela Série B; acompanhe o lance a lance
Série B

Náutico encara a Ponte Preta pela Série B; acompanhe o lance a lance

Maracanã sediou títulos e confrontos memoráveis de Palmeiras e Santos
Futebol

Maracanã sediou títulos e confrontos memoráveis de Palmeiras e Santos