Real encara azarão Al Ain por título do Mundial

Atual bicampeão da competição, merengues buscam o tri consecutivo. River busca consolo diante do Kashima

Bale anotou três gols na semifinal contra o KashimaBale anotou três gols na semifinal contra o Kashima - Foto: Giuseppe CACACE / AFP

O Real Madrid vai atrás do tricampeonato consecutivo do Mundial de Clubes, neste sábado (22), às 13h30 (do Recife) contra Al Ain dos Emirados Árabes. Mais cedo, às 10h30, na disputa do terceiro lugar, o River Plate tenta se recuperar da eliminação para o time local, diante do Kashima Antlers.

Caso vença a decisão, o time espanhol se torna o maior vencedor da história do formato atual da competição, com quatro títulos, contra três do rival Barcelona. No total, os merengues têm seis troféus mundiais e podem buscar o heptacampeonato.

O perigo para o jogo, é o Real tropeçar contra um adversário sem tradição e com um elenco bem menos qualificado. A perda do título desataria uma crise no Santiago Bernabéu.

"Alguém poderia esperar que o River passaria, mas não se pode falar de surpresas. Isso é muito mais competitivo do que as pessoas podem imaginar. Está todo mundo focado no jogo", indicou o técnico argentino Santiago Solari.

O Real não vai poder contar com o atacante Marco Asensio, que deixou a semifinal com problemas na coxa. O jogador fez exames nesta sexta-feira (21), confirmando sua ausência no duelo.

Leia também:
Bale dá show e Real Madrid vence Kashima Antlers
River cai para Al Ain nos pênaltis na semifinal do Mundial
Quem é o Al Ain, time que tirou o River no Mundial


Autor de três gols na vitória sobre o Kashima por 3x1, Gareth Bale chegou a seis gols na história do torneio e está a um gol de empatar com o português Cristiano Ronaldo na artilharia da competição. O galês pode até se isolar na ponta se balançar as redes duas vezes.

Do outro lado, o Al Ain já fez história ao se tornar o primeiro time dos Emirados a jogar uma final no Mundial de Clubes. A equipe se tornou a quarta fora da Europa e da América do Sul a participar da decisão, depois de Mazembe, Raja Casablanca e Kashima Antlers.

Todos eles caíram na final, mas o Al Ain sonha em derrubar o gigante espanhol e fazer história.

River busca consolo

Depois de conquistar a Libertadores contra o maior rival Boca Juniors, o River Plate acabou sucumbindo ao Al Ain nos pênaltis das semifinais do Mundial de Clubes (5x4, após empate em 2x2).

Os argentinos, que sonhavam em disputar a final contra o Real Madrid, viram a euforia ser atravessada por uma zebra dos Emirados. Agora, a equipe tenta uma vitória contra o Kashima Antlers para se consolar com o terceiro lugar do torneio.

"O futebol japonês evoluiu muito e tem meu respeito", indicou o técnico Marcelo Gallardo sobre o adversário deste sábado.

A queda na final é a pior atuação de um time argentino no atual formato do torneio, mas a equipe pensa também na volta ao país para celebrar o título da Libertadores com sua torcida.

Antes disso, no entanto, o Kashima deseja se despedir da competição com uma vitória. "Viemos de cair contra o Real Madrid. Foi uma decepção, mas queremos vencer o River para fechar bem o ano", indicou o técnico Go Oiwa.

 

Veja também

Pleno do STJD julga na quinta-feira pedido do Flamengo por pausa no Brasileiro
Futebol

Pleno do STJD julga na quinta-feira pedido do Flamengo por pausa no Brasileiro

Auxiliar elogia Trindade e confirma repetição de time diante do Vila Nova
Futebol

Auxiliar elogia Trindade e confirma repetição de time diante do Vila Nova