Vôlei

Recife Vôlei quer vencer o Ace para se manter em segundo lugar e decidir acesso no Geraldão

Partida acontece neste sábado (16), fora de casa, a partir das 19h

Recife Vôlei Recife Vôlei  - Foto: Divulgação

O Recife Vôlei entra em quadra, neste sábado (16), às 19h, para enfrentar o Ace, em Goiás, pela última rodada da primeira fase da Superliga B Bet7K 2024. A equipe da central Mari Casas precisa da vitória para se manter na segunda colocação e realizar o segundo e o possível terceiro jogo da semifinal no Geraldão, onde não perdeu sequer um confronto até o momento. Até mesmo uma derrota pode manter as recifenses na vice-liderança. Para isso, o Abel Modas precisa perder para o líder Mackenzie, em Brusque, e o Curitiba não pode vencer o Irati, no Paraná. Porém depender de outros resultados não faz parte dos planos do Recife.

O confronto contra o Ace está sendo encarado como a primeiro de três ou quatro decisões que a equipe tem na corrida em busca do acesso para a Superliga A. A vitória contra o time goiano é o maior objetivo das recifenses, no momento. “Precisamos viver cada momento de forma intensa. Nosso foco total, após o jogo da última terça, é o Ace. Após a vitória contra o Irati, estamos completamente focadas em buscar uma vitória contra a equipe goiana para que possamos terminar em segundo e decidir o acesso dentro de casa, com o apoio da nossa torcida”, afirmou Mari Casas.

Apesar de a classificação para a semifinal já estar garantida, o técnico Adalberto Nóbrega intensificou ainda mais os trabalhos para o confronto contra o Ace. “Não tem nada ganho. Só vamos diminuir o ritmo quando conquistarmos o nosso objetivo. Queremos muito esta vitória. Estudamos o adversário, treinamos forte e vamos entrar em quadra com o foco total naquele momento. Depois pensamos nas semifinais”, afirmou.

Caso conquiste a vitória diante do Ace, o Recife Vôlei fechará a primeira fase da Superliga B com duas vitórias fora de casa e três derrotas. Isso demostra de forma muito clara a importância do Geraldão para o time na competição. “É muito importante decidirmos em casa. Conhecemos a quadra, pois trinamos várias vezes no ginásio, estaremos com a arquibancada cheia e contaremos com o apoio incondicional do nosso torcedor, que tem sido um grande diferencial desde o início da Superliga”, finalizou Adalberto.

Veja também

Vettel faz tributo a Ayrton Senna no GP da Itália; o alemão dirigiu o último carro que Senna usou
Homenagem

Vettel faz tributo a Ayrton Senna no GP da Itália; o alemão dirigiu o último carro que Senna usou

Após derrota do Sport, Soso evita falar de arbitragem, mas lamenta resultado
Sport

Após derrota do Sport, Soso evita falar de arbitragem, mas lamenta resultado

Newsletter