A-A+

Refeno chega ao fim com balanço positivo

Comodoro do Cabanga exalta ações sociais e segurança da regata, realizada sem incidentes graves

Delmiro (c) anunciou a data da próxima edição, em 2019: 29 de setembroDelmiro (c) anunciou a data da próxima edição, em 2019: 29 de setembro - Foto: Tsuey Lan Bizzocchi/Divulgação

Com todo o toque especial de um grande evento, a 30ª Regata Recife-Fernando de Noronha (Refeno) foi encerrada num misto de alegria e saudade para os 447 tripulantes, divididos em quase 60 embarcações e que realizaram a travessia da capital pernambucana até o arquipélago. A expectativa já começa a ser alimentada para a próxima edição, de 2019. Em coletiva realizada , o comodoro do Cabanga Iate Clube de Pernambuco, Delmiro Gouveia, mostrou-se bastante satisfeito com os números finais da competição e já anunciou a data para a próxima edição, marcada para o dia 28 de setembro do ano que vem. “Conseguimos evoluir em todos os números. Mas eu queria fazer questão de destacar o quesito segurança. Tivemos o acompanhante da Marinha do Brasil e não houve nenhum incidente grave neste ano. A competição é importante, mas a segurança de todos vem em primeiro lugar”, comentou Delmiro.

No total, foram 61 barcos inscritos. Destes, 59 embarcações conseguiram largar, com 54 delas conseguindo completar o percurso e cruzar a linha de chegada no Mirante do Boldró. Duas embarcações quebraram e foram rebocadas para Natal, Rio Grande do Norte. Outras três ligaram o motor e foram desclassificadas. Ao todo, foram 12 estados brasileiros disputando a regata, com Pernambuco sendo o maior representante com um total de 16. Além disso, uma embarcação da Rússia e uma da Grã-Bretanha também realizaram a travessia.

Leia também:
Cadeirante é exemplo de superação na Refeno
Refeno: Yara III é o último a cruzar a linha de chegada
[Vídeo] Favorito, pernambucano Patoruzú conquista a Refeno
Largada da Refeno tem clima de descontração no Recife
Refeno revive o passado e acompanha transformações

Além da segurança, outro item destacado pelo Comodoro Delmiro foi o número de ações sociais que o Cabanga realizou em Fernando de Noronha no período desta Refeno, desde palestras na área da saúde até aulas de vela ministradas por professores do próprio Cabanga.

Pelo lado de Fernando de Noronha, a superintendente de Turismo e Esportes da administração, Giovanna Rodrigues, representou o administrador Guilherme Rocha. Segundo Giovanna, a Refeno traz para o Arquipélago uma boa injeção na economia, como por exemplo a rede hoteleira, que atinge média de 80% de ocupação no período da regata.

   Encerramento

 

Em clima de muita amizade e descontração, a festa de encerramento oficial da Refeno aconteceu nesta quarta-feira (03), no Museu dos Tubarões, próximo ao Porto de Santo Antônio. Com boa parte dos velejadores presentes no evento, já que alguns já deixaram o arquipélago, o evento foi comandado pelo músico Nego Noronha, bastante conhecido na ilha. Além das classes vencedoras, algumas premiações curiosas, como troféus para o tripulante mais velho, o mais novo e também para o penúltimo barco colocado na regata, conhecido como Tartaruga Marinha. A intenção é fazer com que tenha uma disputa até mesmo entre os últimos colocados.

 Números finais da Refeno 2018:

61 embarcações inscritas
59 embarcações partiram
54 embarcações chegaram em Fernando de Noronha
02 foram rebocadas para Natal/RN
03 ligaram o motor na chegada a Noronha e foram desclassificadas
02 não partiram do Recife
Embarcações de 12 estados
Pernambuco o maior estado, com 16
02 países - Rússia e Grã-Bretanha
447 tripulantes

Classificação

Fita Azul
Patoruzú

RGS A
Mussulo
V. Max
Marujos

RGS B
Bolero II
Avatar
Ventanis

RGS C
Labadee
Charada
Spectra

RGS Geral
Mussulo
V. Max
Bolero

Catamarã A
Kakamaumau
Pinguim
Ocean Spirit

Catamarã B
Ciranda
Avoador 2
Zen

Trimarã
Patoruzú

Aço
Kat
Endurece
Entre Polos

Mocra
Aventureiro 3
Algo + (8)
Seu Gugu

Bico de Proa A
Audaz
Zenith
RS1

Bico de Proa B
Tutatis
Sem Fim
Nandu

Aberta
Ukiukiu Nui
Plankton
Yarebe

Turismo
Toro
Yakare
Anakena

 

Veja também

Em duelo de leões, Sport possui invencibilidade como mandante diante do Fortaleza
Sport

Em duelo de leões, Sport possui invencibilidade como mandante diante do Fortaleza

Lukaku, do Chelsea, se junta a Marcos Alonso para questionar o ato de se ajoelhar contra o racismo
FUTEBOL

Lukaku, do Chelsea, se junta a Marcos Alonso para questionar o ato de se ajoelhar contra o racismo