Renato Augusto deixa briga aberta e se vê em boa forma

Antes titular absoluto de Tite, Renato Augusto se viu ameaçado pelas boas temporadas dos seus concorrentes, como Fernandinho, do Manchester City

Renato Augusto sofreu com problemas físicos na CopaRenato Augusto sofreu com problemas físicos na Copa - Foto: Nelson Almeida/AFP

Reserva nos dois amistosos da Seleção Brasileira em março, Renato Augusto está na disputa para se manter no time titular para os próximos compromissos com Tite. A uma semana de enfrentar a Croácia, em Liverpool, no próximo domingo (03), ele ressaltou que a equipe sempre está sujeita a mudanças antes e durante a Copa do Mundo. "Disputa tem em todo lugar do campo. Se vacilar um pouco, você perde espaço. Temos um grupo muito forte. Não me lembro de o time que começar terminar uma Copa. No final, ganha o grupo, o país, é estar preparado para qualquer situação", afirmou neste domingo (27) sobre a concorrência com Fernandinho e Willian.

Leia também:
Em primeiro treino com bola, Tite dá pistas de time titular
Tite e comissão técnica da seleção já estão na Granja Comary
Tite opta por 'sparrings' nas vagas de desfalques
Veja os perfis dos convocados por Tite para a Copa


A experiência, sem dúvida, é um trunfo de Renato. "Procuro ajudar da melhor forma. Hoje mais velho, enxergo o jogo de outra forma. Sei da minha responsabilidade, principalmente da parte tática, procuro ajudar quem está por perto. Sabemos o potencial ofensivo dos laterais. Principalmente quando tenho o Marcelo, procuro dar o suporte para que possa cobrir ele", avaliou.

Por seu histórico de lesões no passado e por atuar na Ásia, Renato Augusto sempre tem de responder sobre a parte física. Desta vez, o meia ressaltou o trabalho que tem feito de maneira individual para ir à Rússia. "Paulinho estava na China, chegou ao Barcelona e chegou jogando bem. Conta muito a preparação de cada atleta. Vou chegar bem, vou fazer de tudo para chegar bem na Copa. Me preparei bastante nas férias, trabalhei para esse poder ser um ano especial. Temos um grupo muito forte. Às vezes um vai jogar e outro vai ficar de fora. Importante é ter o grupo forte para que o Tite tenha dor de cabeça de montar a equipe", disse.



Veja também

Após vitória, auxiliar técnico César Lucena elogia time do Sport: 'Lutou pelo resultado até o fim'
Sport

Após vitória, auxiliar técnico César Lucena elogia time do Sport: 'Lutou pelo resultado até o fim'

Doze grandes clubes europeus lançam 'Superliga' independente da Uefa
Futebol internacional

Doze grandes clubes europeus lançam 'Superliga' independente da Uefa