Sport

Ricardinho ressalta importância de diferentes formas de jogar do Sport

Titular do Rubro-negro, volante também lembrou da importância por resultados na sua chegda ao clube

Ricardinho, volante do SportRicardinho, volante do Sport - Foto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife

Quando contratado junto ao Guarani, no início de agosto, Ricardinho chegou sob a desconfiança da torcida rubro-negra. Até a temporada passada, titular absoluto do Bugre, em 2020 ele só havia entrado em campo uma vez, diante do Ituano, quando atuou por 14 minutos, no Paulistão. Porém, com as boas aparições com a camisa rubro-negra, o volante não saiu mais do time. Dos 12 jogos do Leão no Brasileiro, o volante participou de dez, sendo nove compromissos como titular. Agora na parte superior da tabela, ele lembra da pressão pelos resultados em sua chegada e se mostra contente com a atual fase do clube. 

"Fico feliz pela minha continuidade, sequência de jogos. Quando cheguei, estava um tempo bom sem jogar, algo que não tinha acontecido ainda na minha carreira. Foram nove meses sem atuar direito, é muito difícil. Cheguei aqui pegando jogos grandes, em uma condição onde precisávamos dar uma resposta rápida, em um clube grande. Mas, graças a Deus conseguimos ganhar os jogos e subir na tabela", ressaltou. 

Com Jair Ventura, Ricardinho já atuou em, pelo menos, duas formas de jogar diferentes. Quando o treinador escalou a equipe com três volantes, o ex-Guarani teve Betinho e Ronaldo Henrique como companheiros, e pôde chegar com frequência ao ataque. Em outra ocasião, quando o Leão foi escalado apenas com dois cabeças de área, o camisa 20 teve Marcão como parceiro na marcação. 

De acordo com o atleta, ele pode ajudar em mais de um setor do meio. Além disso, as diversificadas formas que Jair arma o time, acaba fazendo com que os adversários fiquem confusos quando enfrentam o Sport na Série A. "Quando o Jair chegou, teve uma conversa comigo. Me coloquei à disposição por ter feito várias funções no meio-campo, falei que podia jogar naquilo que fosse necessário", falou o volante. 

"Acho importante as variações, pois nos tornamos uma equipe com várias formas de jogar, e cada vez que vamos evoluindo vai ficando mais difícil para o adversário nos marcar, saber como vamos jogar. O campeonato longo desse jeito. Acaba tendo lesões, suspensões, oscilações de rendimento, o que é normal. O treinador tem diversas maneiras de armar o time e eu fico feliz pelo meu início aqui, e mais feliz ainda pelo momento que o time tem vivido", completou.  

Veja também

Álvaro celebra retorno nos gramados e diz que Náutico ainda mira o acesso
Futebol

Álvaro celebra retorno nos gramados e diz que Náutico ainda mira o acesso

Mais caro, Fifa 21 muda pouco em relação à edição passada do game
Esports

Mais caro, Fifa 21 muda pouco em relação à edição passada do game