Ricciardo supera problemas, domina GP de Mônaco e vence a 2ª

O segundo triunfo na temporada coloca Ricciardo definitivamente na briga pelo título após seis etapas. O australiano subiu para o terceiro lugar no geral

Australiano Ricciardo venceu em Mônaco e subiu na classificação geral.Australiano Ricciardo venceu em Mônaco e subiu na classificação geral. - Foto: Boris HORVAT / AFP

Seis provas. Duas vitórias da Mercedes, duas da Ferrari e agora duas da Red Bull. Na manhã deste domingo (27), o piloto australiano Daniel Ricciardo dominou de ponta a ponta, superou problemas de perda de potência do motor e saiu vencedor do GP de Mônaco de F1. Sebastian Vettel terminou com a segunda colocação, enquanto Lewis Hamilton fechou o pódio na terceira posição.

Leia também:
Após 5 GPs, já tem piloto da Fórmula 1 na corda bamba
Fórmula 1 quer acabar com punições no grid de largada
GP de Mônaco de Fórmula 1 vai ter grid girls, diz dirigente
Amigos, pilotos da Fórmula 1 mal se falam por rivalidade


A vitória ratificou o domínio da escuderia austríaca nas ruas do Principado. A Red Bull fez os melhores tempos nos três treinos livres e ainda a pole com Ricciardo. Mesmo sem participar da definição do grid de largada, Max Verstappen, companheiro do australiano, comprovou como a equipe possuía o acerto ideal: saiu de 20º para a nona colocação no estreito circuito.

O segundo triunfo na temporada -sétimo na carreira- coloca Ricciardo definitivamente na briga pelo título após seis etapas. O australiano subiu para o terceiro lugar (72 pontos) e se aproximou de Sebastian Vettel, da Ferrari. A liderança segue com Lewis Hamilton, que fez corrida discreta neste domingo.

A F1, agora com três pilotos próximos na disputa pelo campeonato, retorna à ação somente no dia 10 de junho, data do Grande Prêmio do Canadá.

Veja também

Em recuperação da Covid, Renan Dal Zotto passa períodos sem ventilação mecânica
Coronavírus

Em recuperação da Covid, Renan Dal Zotto passa períodos sem ventilação mecânica

Nathalie e Guilherme Toldo alimentam chances de medalha inédita na esgrima
Tóquio 2021

Nathalie e Guilherme Toldo alimentam chances de medalha inédita na esgrima