Rio-16 pede dados para quitar dívida; torcedores negam ter recebido aviso

À Folha de S.Paulo, o diretor de comunicação do Rio-2016, Mario Andrada, afirmou que 140 mil consumidores ainda não haviam sido pagos

Ex-prefeito de Carpina Ex-prefeito de Carpina  - Foto: Reprodução/Internet

Consumidores que puseram ingressos para revenda no site oficial do Comitê Organizador dos Jogos do Rio e ainda não foram reembolsados começaram na noite desta quarta-feira (19) a receber comunicado da entidade para fornecer dados bancários e, assim, receberem os valores devidos.

Na comunicação, os organizadores pedem e-mail, nome completo, CPF, número e nome do banco, agência e conta. Os dados têm de ser enviados para [email protected] e, de acordo com o comitê, quando recebidas as informações o depósito será feito.

Nesta quarta-feira os organizadores descumpriram o prazo de ressarcir os torcedores –que era de 30 dias após os final dos Jogos do Rio; a Paraolimpíada terminou no dia 18 de setembro.

À Folha de S.Paulo, o diretor de comunicação do Rio-2016, Mario Andrada, afirmou que 140 mil consumidores ainda não haviam sido pagos, devido a um problema técnico da operadora de cartão. Os clientes afetados foram os que fizeram em compras em 2015 ou em cartão de débito.

A mensagem enviada nesta quarta também afirma que "compras realizadas há mais de um ano ou ingressos adquiridos com cartões de débito nos obrigam a uma intervenção manual no pagamento".

Nas redes sociais, em grupo de consumidores que reclamam do pagamento há tanto depoimentos de pessoas que receberam o comunicado quanto de pessoas que não foram contatadas.

O analista de telecomunicações Marlon Almeida, 36, de Maringá (PR), afirmou não ter recebido qualquer e-mail até as 17h desta quinta (20). Ele comprou seis ingressos para as sessões diurna e noturna de tênis no dia 10 de agosto. O tíquetes foram obtidos em sorteio em 2015.

"Fui para o Rio assistir a essas duas sessões. Falaram diversas vezes que eu seria reembolsado. Disseram que seria automaticamente reembolsado, porque comprei com cartão de crédito, dentro de um mês", afirmou à reportagem.

Almeida contou que, posteriormente, ao entrar em contato com o comitê para reclamar o pagamento, foi informado de que receberia o estorno em até um mês depois da Paraolimpíada, o que também não ocorreu. Agora, ele lamenta não ter recebido nem sequer o e-mail pedindo seus dados bancários. Outros torcedores também postaram reclamações em redes sociais para se queixar de não ter recebido o comunicado.

Veja também

Sem Kleina no banco, Náutico recebe Cruzeiro pela Série B 2020
Futebol

Sem Kleina no banco, Náutico recebe Cruzeiro pela Série B 2020

Jair Ventura ressalta importância do tempo que teve para treinar o time
Futebol

Jair Ventura ressalta importância do tempo que teve para treinar o time