Rivais pedem investigação de parceria da Haas com a Ferrari

Force India e McLaren creem que a Ferrari repassou informações privilegiadas para Haas

Divulgação do modelo da Ferrari para 2018Divulgação do modelo da Ferrari para 2018 - Foto: Ferrari Press Office/AFP

A Force India e a McLaren questionaram a alta performance dos carros da Haas no GP da Austrália e pediram investigação sobre a parceria da Haas com a Ferrari.
A escuderia italiana fornece os motores para o time norte-americano. A suspeita é de que a união entre Haas e Ferrari violou regulamento da Fórmula 1.

A regulamentação da F-1 proíbe a transmissão ou recebimento de informações sobre as peças envolvidas. Force India e McLaren creem que a Ferrari repassou informações privilegiadas para Haas. A regra estabelece que o fornecedor tão somente entregue o produto ao outro time, sem detalhar o projeto envolvido.

Em Adelaide, os pilotos da Haas, Kevin Magnussen e Romain Grosjean, estiveram na quarta e quinta posições durante a prova, mas tiveram de deixar a prova por problemas mecânicos.

Para as rivais, a Haas cresceu rapidamente com tão pouco conhecimento de Fórmula 1. "Eu não sei como eles fazem isso. É mágica", ironizou o diretor de operações da Force India, Otmar Szafnauer, ao Motorsport. "Se isso acontece, eu quero a varinha mágica", completou.

Na Austrália, Fernando Alonso descreveu a Haas como uma "réplica" da Ferrari. Diretor executivo da McLaren, Zak Brown, comentou: "Não tenho evidência para sugerir que a Haas atua fora da regra, mas todos nós sabemos que eles têm uma aliança muito próxima com a Ferrari. Só precisamos ter certeza de que essa aliança não está perto demais", disse ao Motorsport.

Veja também

Bahia, São Paulo e Vasco conhecem adversários da Copa Sul-Americana
Sulamericana

Bahia, São Paulo e Vasco conhecem adversários da Copa Sul-Americana

Com mais testes, elenco do Santa vai se pondo sob medida para o 'estilo Martelotte'
Santa Cruz

Com mais testes, elenco do Santa vai se pondo sob medida para o 'estilo Martelotte'