Rivalidade apimenta Sport diante do Bahia

Adversários na próxima rodada do Brasileiro, Sport e Tricolor de Aço travam duelo marcado por equilíbrio em retrospecto recente

Everton Felipe vem despertando o interesse de clubes brasileiros. Everton Felipe vem despertando o interesse de clubes brasileiros.  - Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

Aliviado pela primeira vitória conquistada no Campeonato Brasileiro, o Sport vai em busca do segundo triunfo seguido na competição e assim ficar numa situação confortável na classificação. E para o próximo duelo, o Leão terá um adversário especial. Considerado dois dos maiores clubes da Região, Sport e Bahia entrarão em campo neste domingo (6), na Ilha do Retiro, com a rivalidade transbordando. Ano passado, os dois fizeram jogos importantes. Se por um lado os baianos levaram a melhor na decisão da Copa do Nordeste, empatando em 1x1 no Recife e vencendo por 1x0 na Arena Fonte Nova, por outro os pernambucanos venceram os dois jogos na Série A 2017, com esses seis pontos sendo fundamentais para a permanência do Rubro-negro na elite nacional. No histórico de confrontos, o Tricolor de Aço leva a melhor: são 16 triunfos contra apenas nove dos leoninos, além de dez empates.

Leia também:
Claudinei desenha Sport com dois "poupados" contra o Bahia
Sport terá reforços de Everton Felipe e Gabriel

Sem o poderio financeiro dos grandes clubes do eixo Sul-Sudeste, Sport e Bahia também são considerados previamente adversários diretos na luta contra o rebaixamento. Não à toa os dois estão colados na tábua de classificação. Com quatro pontos ganhos nas três primeiras rodadas, os rubro-negros figuram na 14ª colocação, tendo os tricolores situados um posto à frente, com os mesmos quatro pontos, mas levando a melhor nos critérios de desempate. E para encarar esse duelo importante, o treinador Claudinei Oliveira contará com dois importantes "reforços". Vetados pelo Departamento Médico na partida diante do Paraná, no último domingo, os meias Gabriel e Everton Felipe voltaram aos treinamentos nesta semana e devem encarar os baianos.
A decisão ficará nas mãos do treinador Claudinei Oliveira. E para encaixar um dos dois, ele provavelmente terá que abandonar o esquema com três volantes, utilizado diante do Paraná. Caso tenha mesmo Everton Felipe e Gabriel à disposição, o treinador deverá sacar um dos homens de marcação, com essa disputa devendo ficar entre Neto Moura e Fellipe Bastos, já que Anselmo é considerado titular absoluto no setor. Em trabalho técnico realizado ontem, o comandante acionou Gabriel entre os considerados titulares, dando a entender que não será desta vez que Everton Felipe ganhará uma chance no time de frente. O lateral-direito Raul Prata, com uma conjuntivite, e o meia Andrigo, com dores musculares, não treinaram ontem, mas não devem ser problema para o jogo diante do Bahia.

Thomás
Com contrato até o final deste mês de maio, o meia Thomás voltou a participar dos treinamentos com o restante do elenco do Sport. Afastado pelo treinador Nelsinho Baptista, que não tinha interesse em aproveitar o jogador, Thomás vinha treinando em separado e procurando um novo clube. A volta do jogador aos treinamentos foi um pedido do treinador Claudinei Oliveira.

Veja também

Argentina derrota Paraguai e assume ponta do Grupo A
Copa América

Argentina derrota Paraguai e assume ponta do Grupo A

Paraguai aposta na sua capacidade defensiva para surpreender na Copa América
Copa América

Paraguai aposta na sua capacidade defensiva para surpreender na Copa América