Rivalidade: Nordeste está em peso na Série C 2019

Pela primeira vez, desde que foi adotado o atual modelo de disputa, o Brasileiro da Terceira Divisão tem uma chave contendo somente equipes nordestinas

Série C começa neste domingo para PernambucoSérie C começa neste domingo para Pernambuco - Foto: Lucas Figueiredo/CBF

 

Pela primeira vez, desde que foi adotado o atual modelo de disputa, com dois blocos de 10 times cada, o torneio terá uma chave contendo somente equipes do Nordeste. Fruto de uma crescente de times da região que estavam na Série D e de insucessos de clubes tradicionais que não conseguiram o acesso à Segundona nos últimos anos. Não faltará rivalidade local e regional.

Leia também:

Confira a tabela de Náutico e Santa na Série C 2019

Alvirrubros querem criar "gordura" no início da Série C

Náutico visita ABC na estreia da Série C

Santa fez prévia da Série C contra quatro adversários 

Favorito? Cinco motivos para acreditar no acesso do Santa 

A um mês da Série C, Leston vê Santa Cruz com base pronta 

Além dos representantes pernambucanos (Náutico e Santa Cruz), o Grupo A terá integrantes da Paraíba (Treze e Botafogo/PB), Rio Grande do Norte (ABC e Globo), Maranhão (Sampaio Corrêa e Imperatriz), além de um cearense, o Ferroviário, e um sergipano, o Confiança.

Um grupo só de nordestinos traz uma vantagem interessante aos clubes. Até o ano passado era comum ter equipes de fora da região na chave. Normalmente representantes do Norte e até mesmo do Centro-Oeste. O que ocasionava longas viagens, como idas para Lucas do Rio Verde/MT ou Rio Branco/AC, por exemplo, enfrentando adversários como Luverdense e Atlético/AC. Sem falar nas idas esporádicas para Belém/PA, encarando Paysandu e Remo. Um desgaste físico a menos.

No ano passado, a Série C contou com oito equipes nordestinas. Quantidade que não significou qualidade. Nenhum time comemorou o acesso - Náutico e Santa Cruz, inclusive, caíram nas quartas de final para Bragantino e Operário/PR, respectivamente. Já o Botafogo/PB foi superado pelo xará de Ribeirão Preto, o Botafogo/SP.

Dos 10 integrantes da atual edição, seis estiveram no ano passado, casos de Náutico, Santa Cruz, ABC, Globo/RN, Botafogo/PB e Confiança. Um veio da Série B após rebaixamento (Sampaio Corrêa). Os outros três chegam empolgados após acesso na Série D 2018. São eles Ferroviário/CE (campeão), Treze e Imperatriz.

Na Série C, os quatro melhores de cada grupo avançam para as quartas de final. Em seguida, a competição terá os jogos de mata-mata, com duelos de ida e volta. Os primeiros e segundos colocados das respectivas chaves terão a vantagem de decidir o segundo confronto em casa. Quem passar para as semifinais já terá vaga assegurada na Segundona de 2020.

GRUPO B
No outro lado da chave, a Série C reuniu equipes das demais regiões brasileiras. Com relação ao ano passado, as novidades são Paysandu, Juventude, Boa Esporte e São José/RS. Os três primeiros foram rebaixados na Série B 2018, enquanto o último subiu de divisão na temporada anterior. Além do quarteto, o campeonato terá Atlético/AC, Luverdense/MT, Remo, Tombense/MG, Volta Redonda/RJ e Ypiranga/RS.

 

Veja também

Juventus e Atalanta vencem e se juntam à Inter nas semifinais da Copa da Itália
Futebol Internacional

Juventus e Atalanta vencem e se juntam à Inter nas semifinais da Copa da Itália

Brasileirão: Grêmio e Flamengo fazem jogo atrasado em Porto Alegre
Série A

Brasileirão: Grêmio e Flamengo fazem jogo atrasado em Porto Alegre