Roberto Fernandes não é mais técnico do Náutico

Clube oficializou saída do treinador através do site oficial; foram 52 jogos com a equipe alvirrubra desde a Série B em 2017 e passando pela conquista do Campeonato Pernambucano 2018

Roberto Fernandes com a taçaRoberto Fernandes com a taça - Foto: Brenda Alcântara / Folha de Pernambuco

O Náutico oficializou na tarde deste domingo (6) que Roberto Fernandes não é mais técnico do clube. Apesar do bom início de ano, com uma campanha lucrativa na Copa do Brasil e o título estadual, o alvirrubro não teve um começo de Série C como esperado. No último sábado (5), perdeu por 4x2 para o Confiança dentro da Arena de Pernambuco e caiu para a lanterna do Grupo A do torneio.

Roberto Fernandes foi responsável por comandar a equipe para o fim do jejum de 13 anos sem títulos ao conquistar a taça do Campeonato Pernambucano 2018. Em nota oficial no site, o clube agradeceu ao treinador.

"Queremos agradecer a Roberto pelo profissionalismo e dedicação ao clube, tendo escrito definitivamente sua história aqui, coroada ao comandar o time no título Pernambucano deste ano, encerrando o mais longo jejum sofrido pelo Timbu em estaduais", afirma um trecho da publicação.

O auxiliar técnico Barata e o preparador físico Flavio Trevisan também deixam o Náutico. A diretoria pretende anunciar o novo treinador já nos próximos dias. O próximo jogo do Náutico é no sábado (12), diante do Salgueiro, na Arena de Pernambuco.

Leia também
Roberto diz que só trabalho pode tirar Náutico da zona
‘Não invento’, diz técnico sobre mudanças no Náutico
Problemas, pressão e metas: Roberto analisa semana no Náutico

Confira o texto na íntegra:
A partir de hoje, o técnico Roberto Fernandes não estará mais à frente da equipe do Náutico. Queremos agradecer a Roberto pelo profissionalismo e dedicação ao clube, tendo escrito definitivamente sua história aqui, coroada ao comandar o time no título Pernambucano deste ano, encerrando o mais longo jejum sofrido pelo Timbu em estaduais. Roberto foi um parceiro, conquistando não só o campeonato, mas o respeito de todos no grupo - dirigentes, atletas, funcionários. Merece a gratidão de cada alvirrubro, ele também um torcedor que saiu da arquibancada para oferecer sua força de trabalho ao clube de coração. O atual momento vivido neste início de Série C, no entanto, uma disputa que nos exige decisões ágeis, levou-nos ao entendimento com o treinador, que compreende as razões deste encaminhamento: é necessária uma reação imediata, uma retomada que, com a força e a raça demonstradas no estadual, leve o Náutico ao objetivo final nesta temporada: o acesso à série B. A luta tem prazo e se impõe. Acreditamos que, com a amizade e o respeito preservados, ou melhor, fortalecidos, o mais correto é seguirmos adiante, Roberto em novos desafios, o Náutico com um "novo início" no atual.

Roberto Fernandes esteve à frente do Náutico desde o dia 2 de agosto de 2017, na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Desde lá, entre duelos pela Série B do ano passado e Copa do Nordeste, Copa do Brasil, Campeonato Pernambucano e Série C deste ano, o treinador comandou a equipe por 52 jogos, com 20 vitórias, 14 empates e 18 derrotas. Comandou o time na conquista do Pernambucano 2018 e o levou até a quarta fase da Copa do Brasil.

O Náutico está em busca de um novo treinador para a sequência do Brasileiro. A expectativa da diretoria alvirrubra é anunciar o novo comandante nos próximos dias, para dar início à recuperação na competição nacional. O auxiliar técnico Barata e o preparador físico Flavio Trevisan acompanham o treinador na saída.

Veja também

Após vitória, auxiliar técnico César Lucena elogia time do Sport: 'Lutou pelo resultado até o fim'
Sport

Após vitória, auxiliar técnico César Lucena elogia time do Sport: 'Lutou pelo resultado até o fim'

Doze grandes clubes europeus lançam 'Superliga' independente da Uefa
Futebol internacional

Doze grandes clubes europeus lançam 'Superliga' independente da Uefa