A-A+

Roberto Fernandes pede paciência à torcida do Santa Cruz

Ciente da mobilização dos torcedores do Santa para o jogo de ida do mata-mata contra o Operário/PR, o técnico tricolor espera equilíbrio dentro de campo

Técnico Roberto Fernandes Técnico Roberto Fernandes  - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

 

O estádio do Arruda deve estar lotado para receber Santa Cruz x Operário/PR, pelo jogo ida das quartas de final do Campeonato Brasileiro da Série C. Atento à mobilização da torcida, o técnico Roberto Fernandes pediu paciência aos torcedores nos primeiros 90 dos 180 minutos do mata-mata que vale o acesso à Série B. Perguntado sobre a pressão vinda das arquibancadas e da cobrança para construir uma vantagem na primeira partida, o treinador minimizou a necessidade de vencer o adversário por um placar expressivo.

“Se eu tiver direito a um pedido, peço que a torcida tenha paciência. Se esse gol não sair logo, não podemos nos desequilibrar. Não podemos sair para fazer o gol de qualquer jeito e se desorganizar. Vamos jogar contra uma equipe organizada e o caminho é pressionar de forma equilibrada para construir o placar que nos interessa, que é buscar a vitória. Se vencermos por um placar mais amplo, melhor. Mas o nosso primeiro foco é buscar a vitória. Saindo do Recife com uma vitória, já teremos uma vantagem interessante”, ponderou.

Leia também:

Defensores são referência por acesso e títulos no Santa 

Santa Cruz aposta até em coach na reta final da Série C 

Charles dá receita para Santa não deixar o Operário respirar 

Santa Cruz dá privacidade ao elenco e faz treinos fechados  

Apoio total: Santa chama torcida para lotar Mundão 

Para Roberto Fernandes, a chance de uma equipe aplicar um placar elástico no mata-mata é remota. Ele prevê um confronto equilibrado, neste domingo (19), às 17h, no Arruda.

“É muito difícil no futebol de hoje ter uma goleada, principalmente numa competição equilibrada como a Série C. Sabemos que existem caminhos. Se faz um gol no início do jogo, pode ser outra história. Mas não acho que o planejamento do Operário seja modificado com isso, eles devem manter um comportamento de serenidade, tentando dificultar nossas ações”, pontuou.

 

Veja também

Em duelo de leões, Sport possui invencibilidade como mandante diante do Fortaleza
Sport

Em duelo de leões, Sport possui invencibilidade como mandante diante do Fortaleza

Lukaku, do Chelsea, se junta a Marcos Alonso para questionar o ato de se ajoelhar contra o racismo
FUTEBOL

Lukaku, do Chelsea, se junta a Marcos Alonso para questionar o ato de se ajoelhar contra o racismo