A-A+

Santa Cruz

Roberto Fernandes pretende dar mais espaço para os atletas da base do Santa Cruz

Técnico aproveitou o último jogo da Série C para fazer observações e avaliar o desempenho de pratas da casa

Leo Gaucho e Eduardo, atletas do Santa CruzLeo Gaucho e Eduardo, atletas do Santa Cruz - Foto: Rafael Melo/SCFC

A Série C chegou ao fim de forma oficial para o Santa Cruz. Apesar do rebaixamento, o técnico Roberto Fernandes iniciou as tratativas com o Clube para permanecer no comando técnico. Para o próximo desafio do Tricolor, a pré-Copa do Nordeste, o treinador deve utilizar mais a base. 

A Cobra Coral deve entrar em campo entre os dias 20 e 21 de outubro, ou seja, Fernandes tem pouco tempo para lidar com o preparo da equipe. Por isso, aproveitou o último jogo da Série C para fazer alguns testes com os atletas oriundos da categoria de base, como foi o caso de Eduardo, Marcelinho e João Cardoso.

"O torcedor que conhece o meu trabalho sabe que eu gosto de valorizar as pratas da casa. Mas isso não significa que eu vou subir o atleta apenas por subir", explicou Roberto. Para ele, o atleta que quiser espaço entre os titulares deve merecer a oportunidade. 

"Eu acredito que é preciso fazer um trabalho consistente da base. Inclusive, as contratações devem sempre ser melhores que os atletas da base. Se forem do mesmo nível, tem vantagem o atleta da casa", disse Roberto.

Eduardo, autor do gol da partida contra o Botafogo/PB, é um lateral de origem. No entanto, desde que o Santa passou a ter três laterais, o garoto passou a treinar como meia-atacante. "Ele precisava de um jogo para vermos como ele se sairia na posição. E, ao meu ver, ele foi muito bem. Nos treinos, apostávamos no passe de pé trocado, e o gol saiu exatamente desse jeito", avaliou o comandante.

SÉRIE C: Gols de Santa Cruz 1 x 1 Botafogo-PB

Outro jogador que entrou em campo na despedida do Santa da Série C foi Leo Gaúcho. Destaque da base, foi dos pés de Leo que saiu o passe para o gol de Eduardo. 

Companheiro de Leo de longas datas na base Coral, João Cardoso foi outra peça que se destacou na avaliação do professor. "O João tem um perfil de armador, mas ele vem treinando na função de segundo volante, vindo mais de trás com a bola. E eu vi muitas virtudes nele", elogiou Roberto.

Ganhando a oportunidade no último jogo, o meio campista Marcelinho é do sub 20 do Santa Cruz. Pelo destaque que vem tendo no campeonato estadual da categoria, o garoto, de 19 anos, já vinha treinando com o profissional. "Ele é um garoto que tem muito a evoluir ainda, mas é cheio de potencial e nós vamos trabalhar todos os pontos fortes do atleta", assegurou o treinador. Ainda sobre Marcelinho, uma curiosidade é que ele é filho do ex-atleta Marcelinho, de quem herdou o apelido, que defendeu o Santa Cruz em 1998 e 1999.

Veja também

Após empate, Hélio reforça que ainda acredita em acesso
Futebol

Após empate, Hélio reforça que ainda acredita em acesso

Após início com falhas, Náutico reage, mas fica no empate diante do Vasco
Futebol

Após início com falhas, Náutico reage, mas fica no empate diante do Vasco