A-A+

Santa Cruz

Roberto Fernandes reforça importância de vencer diante do Manaus: "Não tem como esperar outra coisa"

Equipe tricolor precisa de seis vitórias no segundo turno, para escapar do rebaixamento; Início do segundo turno já é neste domingo (1), diante do Manaus

Foto: Rafael Melo/Santa Cruz

O treinador do Santa Cruz, Roberto Fernandes, quer a vitória a todo custo na partida deste domingo (1), diante do Manaus, para iniciar a arrancada para sair da zona de rebaixamento. No momento, o Tricolor é o lanterna do grupo B, com apenas três pontos conquistados. Para escapar, é preciso começar a vencer o quanto antes e encaixar, pelo menos, seis vitórias nas nove partidas do segundo turno.

Em coletiva realizada nesta sexta-feira (30), o treinador afirmou que não tem como esperar algo diferente da partida contra o Manaus, a não ser a vitória, que, ainda segundo o técnico, "passou da hora" e que a torcida tem esperança e uma expectativa grande pelo resultado e pela recuperação. 

"Não tem como esperar outra coisa, além da vitória. Aliás, eu já estou esperando demais. A torcida do Santa Cruz, nem se fala. Há uma esperança e uma expectativa muito grande, para que venha essa vitória e a gente possa virar essa chave. Passou da hora. Espero que a vitória não seja um fato isolado, seja realmente uma virada de chave nesse segundo turno", afirmou.

O adversário do Tricolor chega com mudança no comando técnico, com a chegada de Evaristo Piza, anunciado na última terça-feira (27), que assumiu após a demissão de Marcelo Martelotte. Para Roberto Fernandes, a troca de treinador no Manaus não significa uma mudança radical e espera apenas que o Santa Cruz cumpra o papel que é esperado na partida, independente da motivação do rival. 

"Todos sabem que a troca de treinador traz uma motivação nova para o elenco. Mas isso não é um fator único, por si só, porque o Santa Cruz já trocou de treinador quatro vezes e o percentual de aproveitamento não mudou. A gente sabe que no aspecto motivacional, principalmente para os atletas que não estavam tendo oportunidade, é um fator de entusiasmo, mas apenas a troca não é uma mudança radical que acontece. Independente da troca de treinador do Manaus, o Santa Cruz sabe muito bem o seu papel nessa partida de domingo e é nisso que temos que focar", disse.

Sobre os resultados necessários e as próximas partidas, o técnico Tricolor destacou que, a partir de agora, todos os jogos são decisões e que uma vitória diante do Manaus não muda em nada a situação da equipe na competição, sendo necessário tratar todo jogo como uma final. 

"Para não depender de ninguém, o time ter que buscar seis vitórias em nove jogos, onde na mesma competição não conseguiu nenhuma vitória, nos mesmos nove jogos, ganhar do Manaus não vai mudar nada contra o Floresta. Porque o jogo contra o Floresta também vai ser decisivo e um divisor de águas. E se ganhar, contra o Ferroviário também vai ser assim. Todos os jogos agora, passam a ser, de fato, decisões. Decisão ou comemora, ou justifica. Estou de saco cheio de dar entrevistas, depois do jogo, explicando. Esse jogo é de caráter decisivo, sim, pode ser um divisor de águas e a vitória, caso venha, não vai mudar nada para o jogo contra o Floresta. A nossa zona de conforto ficou para trás há alguns meses, antes mesmo de iniciar a Série C"

Veja também

Movimentação tranquila marca retorno de torcedores ao estádio em Pernambuco
Futebol

Movimentação tranquila marca retorno de torcedores ao estádio em Pernambuco

Santa anuncia a contratação do técnico Leston Júnior
Santa Cruz

Santa anuncia a contratação do técnico Leston Júnior