Esportes

Roberto lamenta resultado, mas elogia desempenho do time

Para o treinador, atuação do Náutico diante do Botafogo foi a mais equilibrada desta temporada

Roberto teve problemas para montar time do NáuticoRoberto teve problemas para montar time do Náutico - Foto: Brenda Alcântara/Folha de Pernambuco

Após a goleada por 4x0 diante do Salgueiro, na última terça (6), pelo Campeonato Pernambucano, o técnico Roberto Fernandes foi curto e direto ao dizer que, embora o resultado tenha sido satisfatório, o time ainda não estava jogando do modo que ele queria. Contra o Botafogo/PB, nesta quinta (8), no Almeidão, pela Copa do Nordeste, o treinador observou um crescimento no rendimento da equipe. O curioso é que a evolução veio justamente em uma derrota por 2x1, de virada.

“Estou chateado com o resultado, mas satisfeito com o desempenho da equipe. Fizemos o jogo mais equilibrado da temporada. Vencemos um clássico por 3x0 (contra o Sport), mas com o adversário tendo 70% da posse de bola. Hoje, no jogo inteiro, Bruno fez somente uma defesa. Já o goleiro deles fez duas. Foi um pecado essa derrota”, afirmou.

“Em jogo equilibrado, com elencos que se equivalem, qualquer detalhe faz diferença. Se não tivesse acontecido aquele segundo gol, o Botafogo teria se atirado mais e poderíamos ter aproveitado. Faltou felicidade, sorte. As bolas na trave de Cal e Wallace... o segundo gol do Botafogo foi uma bola de escanteio com falha individual. O empate seria mais coerente”, completou.

A derrota manteve o Náutico na terceira posição do Grupo C do Nordestão, com apenas um ponto. Na próxima rodada, o Timbu visita o Bahia, na Arena Fonte Nova. Mas são nos próximos dois duelos em casa, diante do próprio Tricolor de Aço e do Botafogo/PB que o treinador apostas suas fichas em uma reação.

“A situação complicou, mas não pela derrota de hoje e sim pelo empate em casa com o Altos (2x2). Se vencermos os próximos dois jogos em casa, continuamos na briga”, declarou.

Veja também

Santa repete seu pior início de Série D da história
Futebol

Santa repete seu pior início de Série D da história

Swiatek segue na liderança do ranking da WTA; Bia Haddad entra pela 1ª vez no Top 50
Tênis

Swiatek segue na liderança do ranking da WTA; Bia Haddad entra pela 1ª vez no Top 50