Roberto vê empate justo e cita dificuldade em propor jogo

Treinador voltou a salientar que maratona de jogos tem prejudicado o Timbu na temporada

Náutico x Vitória, na Arena de Pernambuco, pela quarta rodada do Campeonato PernambucanoNáutico x Vitória, na Arena de Pernambuco, pela quarta rodada do Campeonato Pernambucano - Foto: Brenda Alcântara/Folha de Pernambuco

Quando foi favorito e precisou propor o jogo, o Náutico mostrou suas limitações técnicas e ficou apenas no empate em 1x1 com o Vitória, na Arena de Pernambuco, pela quarta rodada do Campeonato Pernambucano 2018. O resultado não tirou o Timbu da liderança, mas impediu que a equipe abrisse vantagem maior no topo, correndo o risco ainda de ser ultrapassada pelo Sport, que joga na segunda (29), contra o Pesqueira, na Ilha do Retiro. Sobre o duelo, o técnico Roberto Fernandes acredita que não houve injustiça no placar.

“De uma forma geral, pelo que o Náutico produziu e o Vitória também, o 1x1 ficou de bom tamanho. A gente se mantém na liderança, mas poderíamos estar com mais folga”, afirmou o técnico, antes de fazer sua leitura do jogo.

“Gostaria de não ser interpretado de forma errada para não gerar polêmica. Do lado do Vitória tem vários atletas que trabalham comigo e um técnico sério. Nossa proposta de jogo era a mesma, mas o adversário era outro. Com o 0x0 eu já não estava satisfeito. Náutico já tinha chagado duas vezes, sem ser agudo. Ate o momento do gol, nós não tínhamos sofrido um chute. O Vitória não tinha entrado na área. Perdemos a concentração. Tivemos um erro técnico, com o chutão, e o tático, porque a linha estava muito alta para um jogador que estava com a bola dominada. Esses dois erros ocasionaram o gol”, apontou.

Em comparação com o duelo passado, no Clássico dos Clássicos perante o Sport, o técnico Roberto Fernandes acredita que o Timbu sempre encontrará mais dificuldades ao ser favorito em vez de “zebra”. Diante do Leão, o Timbu desbancou os prognósticos negativos e bateu o rival por 3x0.

“Quando o Náutico está enfrentando equipes em que temos a obrigação de vitória, estamos encontrando dificuldades. E vai ser assim sempre. A proposta seria ter um time que constrói jogo, mas ela é incompatível com o momento do clube. A gente tem limitações e elas, em determinado momentos, aparecem de forma mais veemente”, alertou.

Veja também

CBB cancela Brasileiro Adulto 2020 e já planeja edição de 2021
Basquete

CBB cancela Brasileiro Adulto 2020 e já planeja edição de 2021

Sport e Santa se unem por ingressos solidários
Clássico das Multidões

Sport e Santa se unem por ingressos solidários