violência sexual

Robinho: Em novo áudio jogador confirma a amigo relação sexual com vítima de estupro

"Eu vi que você pôs o p* na boca dela", disse o amigo de ex-jogador condenado a 9 anos de prisão pela Corte de Cassação da Itália

Robinho Robinho  - Foto: Reprodução

Novos áudios de conversas entre Robinho com amigos foram revelados, nesta terça-feira (20), no podcast "Os grampos de Robinho", do site UOL. O ex-jogador foi condenado a 9 anos de prisão pela Corte de Cassação da Itália por violência sexual em grupo cometida contra uma mulher albanesa numa boate em Milão, em janeiro de 2013. Ele segue em liberdade por estar no Brasil.

No registro, Robinho usa termos depreciativos e ri ao descrever alguns dos acontecimentos daquela noite em 2013. "Mas peraí, eu vi que você pôs o pau na boca dela", diz o músico Jairo, amigo de Robinho e dono da festa do dia 22 de janeiro de 2013. Então jogador do Milan, o ex-atacante responde gargalhando: "Isso aí não é transar, isso aí não é transar." Fala confirma alegação da vítima desde que procurou a polícia.

A conversa com Jairo, o amigo que organizou a festa do dia do crime, e aconteceu na véspera do aniversário de 30 anos do atacante: "Tu comeu a nega também, eu te tirei", diz Jairo. "Eu não, pô, eu tentei, eu tentei. Eu só fiz a tentativa. Eu só tentei...", responde Robinho, que deixa claro que tentou, mas que não fez sexo com ela porque não conseguiu ter uma ereção.

Em outros trechos da conversa, o brasileiro demonstra preocupação com uma possível gravidez da jovem, bem como com o vazamento do caso à imprensa.

"Neguinho, vou ser sincero, alguém gozou dentro, a mina tá grávida?", disse Alex, um dos amigos presentes no dia do crime. E Robinho respondeu: "Alex, você tá perguntando muito se a mina tá grávida, porque eu e o Galan, nós nem rangamos a mina porque eu lembro que o Galan falava: "Não tem como rangar, eu tô mole, eu broxei". Então, eu sei.

Durante as investigações, a vítima reconheceu por fotos os amigos que estavam na festa: Claytinho, Rudney, Fabio Gala e ainda apontou um deles, o personal trainer Alex, como o primeiro a forçar uma aproximação.

Segundo a narração do podcast, quando a polícia começou a gravar as ligações dos amigos de Robinho, as lembranças dos brasileiros sobre a noite com a vítima já era um tema recorrente nas conversas do grupo. O ex-jogador quando soube da investigação, ligou pro Alex, que já tinha voltado pro Brasil.

A primeira notícia sobre a acusação contra Robinho só surgiu na imprensa italiana em outubro de 2014, quando Robinho já estava no Brasil, defendendo o Santos.

Veja também

Copa América: EUA estreia com vitória tranquila sobre a Bolívia
Copa América

Copa América: EUA estreia com vitória tranquila sobre a Bolívia

Palmeiras vence 5ª seguida com brilho de Estêvão, contra o Juventude
Campeonato Brasileiro

Palmeiras vence 5ª seguida com brilho de Estêvão, contra o Juventude

Newsletter