Robusto tabu a ser quebrado pelo Leão

Sport terá que superar a incômoda marca de jamais ter vencido o Grêmio, em Porto Alegre, para evitar que pressão aumente

Goleiro já levantou oito taças com a camisa rubro-negraGoleiro já levantou oito taças com a camisa rubro-negra - Foto: Flávio Japa/arquivo folha

 

Na cartilha do mundo da bola, a frase “tabu foi feito para ser quebrado” é utilizada como fator motivacional pelos times que são fregueses de outros em determinadas circunstâncias. Na luta desesperada contra o rebaixamento, o Sport não tem apenas o Grêmio como adversário na próxima rodada, na segunda-feira (07), mas também um robusto tabu de nunca ter vencido o Tricolor dos Pampas atuando em Porto Alegre.

Entre duelos pelo Campeonato Brasileiro e um pela final da Copa do Brasil de 1989, foram 22 confrontos, com 18 vitórias gremistas e quatro empates, com 39 gols marcados pelos gaúchos e apenas 13 por parte dos pernambucanos. No mais recente, empate em 1x1 na Série A do ano passado, com Diego Souza marcando para os rubro-negros.
Com 40 pontos, quatro à frente da zona de degola, o Leão não corre risco de entrar na Z4 nesta rodada, mas uma derrota, que não está na conta dos rubro-negros, jogaria mais pressão ainda na Praça da Bandeira. Questionado se lembrava de algum triunfo diante dos gremistas atuando fora de casa, o goleiro Magrão brincou, mas não escondeu a confiança. “Nenhuma, né? Não tinha certeza, mas tinha uma leve lembrança desse tabu.

 Mas, sempre existe uma primeira vez e vamos em busca de uma vitória. A meta é pontuar, mas se der pra beliscar os três pontos será melhor ainda”, comentou o arqueiro leonino. Para conseguir a proeza, o experiente Magrão tem a receita. “Não podemos abdicar do ataque. É preciso marcar forte, mas sem abrir mão de sair para o jogo, assim como fizemos contra o Palmeiras”, explicou. Por último, o goleiro fez questão de lembrar feitos realizados esse ano. “Contra o São Paulo nunca tínhamos conquistado um ponto sequer lá, e conquistamos. Diante do Cruzeiro, só uma vitória (em 1978), e vencemos. Sabemos que é possível”, finalizou.
 

Não bastasse o tabu, o Sport ainda terá outro obstáculo para conseguir arrancar pontos na Arena Grêmio. Sem o lateral-direito Samuel Xavier, suspenso, e o meia Rodney Wallace, convocado novamente pela seleção da Costa Rica, o treinador Daniel Paulista agora aposta na força do Departamento Jurídico leonino para não perder Rithely e Diego Souza, os grandes pilares da sua equipe. Por conta das declarações dadas após a derrota para o Palmeiras, ambos serão julgados amanhã, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e podem pegar de um a seis jogos se condenados, correndo o risco de eles ficarem fora até mesmo do restante do Brasileirão, já que há apenas mais cinco rodadas.


Contrato
De olho no futuro, a diretoria do Sport anunciou a extensão do vínculo do lateral-direito Samuel Xavier. Antes, o acordo ia até maio de 2018, mas com o novo documento assinado, o jogador fica na Ilha do Retiro vai até dezembro de 2019.

 

Veja também

Bahia, São Paulo e Vasco conhecem adversários da Copa Sul-Americana
Sulamericana

Bahia, São Paulo e Vasco conhecem adversários da Copa Sul-Americana

Com mais testes, elenco do Santa vai se pondo sob medida para o 'estilo Martelotte'
Santa Cruz

Com mais testes, elenco do Santa vai se pondo sob medida para o 'estilo Martelotte'