Roma tenta novo 'milagre', agora contra o Liverpool

Derrotada no jogo de ida por 5x2, a Roma precisa vencer com folga o duelo desta quarta, a partir de 15h45, na Itália

Mohamed Salah pode desequilibrar o confronto pelo lado do LiverpoolMohamed Salah pode desequilibrar o confronto pelo lado do Liverpool - Foto: Anthony Devlin/AFP

A Roma buscará o improvável no Estádio Olímpico contra o Liverpool, na tarde desta quarta-feira (2), pela semifinal da Liga dos Campeões da Europa. O time italiano, que perdeu a partida de ida por 5x2, precisa de uma nova virada expressiva, como aconteceu diante do Barcelona, na última fase. A partida tem início às 15h45.

"A virada? Aqueles que não acreditam podem ficar em casa. Meu lema é 'eu acredito' e repito isso a todos os jogadores. Haverá mais de 60 mil pessoas, como poderíamos não acreditar? Não acredito. Estamos nas semifinais, mas não vamos nos contentar com isso", resumiu como declaração de intenção o técnico da Roma, Eusebio Di Francesco.

A Roma destruiu todos os prognósticos nas quartas de final ao ser capaz de virar uma derrota por 4x1 sofrida diante do Barcelona, no Camp Nou, vencendo a volta por 3x0. Entre a ida e a volta das semifinais, a Roma conseguiu uma convincente vitória por 4x1 sobre o Chievo, um bom ensaio para o grande objetivo da temporada. Os italianos também querem fazer valer o fato de ainda não terem sofrido um gol em casa nesta edição da Champions, embora tenham recebido a visita de clubes como Barcelona, Atlético e Chelsea.

Leia também:
Champions: Salah brilha e Liverpool goleia a Roma
Real Madrid segura o Bayern e vai à final da Champions

"Devemos continuar jogando como no fim do jogo de ida. Vimos que não são tão fortes atrás como na frente", analisou o tcheco da Roma, Patrik Schick, lembrando dos dez minutos finais em Anfield em que o time italiano marcou dois gols.

Salah
O Liverpool, por sua vez, também tem números para se apoiar: 20 gols marcados em seis jogos fora de casa na atual temporada da Champions, contando a fase prévia da competição. Um gol no Olímpico praticamente selará a vaga dos Reds na final. Uma das forças do time inglês é Salah, que marcou dois gols espetaculares e deu duas assistências em atuação impressionante na partida da ida,  confirmando que briga pelo prêmio da Bola de Ouro do ano.

"Messi é o melhor jogador que enfrentei, mas 'Momo' (Salah) é tão temido quanto o argentino", afirmou nesta terça-feira (1º) o goleiro brasileiro da Roma, Alisson, que foi companheiro de vestiário do egípcio no clube da capital italiana no ano passado.

Risco 
Após as brigas vistas entre torcidas no jogo de ida, que deixaram um torcedor do Liverpool em coma, a atmosfera ao redor do duelo desta quarta-feira é tensa e os dirigentes de ambas as entidades multiplicaram os pedidos por calma. A diretoria da Roma sabe que um Estádio Olímpico cheio e barulhento, como foi contra o Barcelona, pode ser um dos trunfos da equipe para buscar a virada.

"É o momento de estarmos unidos. Os avôs, as crianças, os netos, os pais, as mães: na quarta-feira todo mundo joga. Eu gostaria de ver a cidade de Roma vestida com as cores do clube", disse o diretor esportivo do clube, Monchi.

Nos arredores do estádio já foram instaladas mensagens de motivação: "O fato de ser difícil não quer dizer que seja impossível" ou "improvável só quer dizer que pode acontecer". Nas arquibancadas, mil pessoas estão dispostas a acreditar na equipe romana, que busca sua primeira final da Champions desde 1984. Naquela fatídica decisão, a Roma foi derrotada justamente pelo Liverpool.

Prováveis escalações:

Roma
Alisson; Florenzi, Fazio, Manolas, Kolarov; Pellegrini, De Rossi (cap.), Nainggolan; Schick, Dzeko, El Shaarawy
Técnico: Eusebio Di Francesco

Liverpool 
Karius; Clyne, Lovren, van Dijk, Robertson; Wijnaldum, Henderson (cap), Milner; Salah, Roberto Firmino, Mané
Técnico: Jürgen Klopp (ALE)

 

Veja também

Médicos veem risco alto para jogadores pós-Covid
Esportes

Médicos veem risco alto para jogadores pós-Covid

'Tudo se resolve nos detalhes', afirma Hereda ao descartar favoritismo diante do Santa Cruz
Náutico

'Tudo se resolve nos detalhes', afirma Hereda ao descartar favoritismo diante do Santa Cruz