A-A+

Ronaldo prega retorno ao 'alto rendimento' no Náutico

Zagueiro de 30 anos chega para sua terceira passagem pelo clube pernambucano

Ronaldo Alves, zagueiro do NáuticoRonaldo Alves, zagueiro do Náutico - Foto: Léo Lemos/Náutico

Para alguns novatos do elenco do Náutico, o Clássico dos Clássicos do fim de semana, nos Aflitos, será o primeiro da carreira. Há, porém, quem já tenha experiência de sobra nesse tipo de confronto. Nos dois lados, inclusive. O zagueiro Ronaldo Alves, de 30 anos, apresentado oficialmente nesta quinta (16), no CT Wilson Campos, já vestiu a camisa alvirrubra e rubro-negra e pode usar da experiência para ajudar seus companheiros (agora do Timbu) a estrear com o pé direito em 2020.

“São duas grandes equipes que vão medir suas forças. Possuem jogadores excelentes e ninguém quer perder. Vai ser um jogo duro e estamos nos preparando para sair com a vitória no domingo”, afirmou em atleta, comedido em falar sobre a possibilidade de, ao menos, ser relacionado para o confronto. “Cheguei depois da rapaziada. Eles estão em um nível acima e estou trabalhando para alcança-los. Estamos alinhando com a preparação física, fisiologia e com o treinador (Gilmar Dal Pozzo). Quando eles acharem que estou pronto, a gente conversa”, explicou. O atleta disputou a Série A pelo CSA e se reapresentou apenas na primeira semana de janeiro.

Ronaldo tem duas passagens pelo Náutico. A primeira, entre os anos de 2011 e 2012, foi marcada pelo acesso à Série A na primeira temporada e a vaga na Copa Sul-Americana, na segunda. Em ambas, ele teve a companhia de um antigo artilheiro. “Legal reencontrar o pessoal. Antes, a gente jogava mais contra e depois de alguns anos estamos retornando. Joguei com Josa e com Kieza. A gente sempre manteve contato. Queremos fazer um grupo forte novamente para ter a sintonia com a torcida”, apontou. O defensor também vestiu a camisa alvirrubra em 2015/2016. Ao todo, ele tem 107 partidas disputadas e 13 gols marcados.

“Sou um atleta muito realizado por tudo que conquistei. Foram nove Série A disputadas. Eu me sinto privilegiado por ter jogado tantas vezes a maior competição do País. O que me trouxe de volta foi o carinho, respeito e gratidão que tenho ao clube. Gosto da cidade, das pessoas que trabalham aqui. Estou contente de retornar ao lugar onde tenho minhas melhores lembranças. Espero, junto com todos, alcançar meu alto nível novamente. Passei um tempo sem jogar em alto rendimento, mas agora eu chego a um lugar em que as pessoas me querem. Estou disposto a pagar o preço por isso, me dedicando para dar o meu melhor a um clube que tanto fez por mim”, declarou.

Para o Clássico dos Clássicos, a tendência é que Dal Pozzo mantenha a dupla de zaga que atuou nos amistosos passados, formada por Fernando Lombardi e Rafael Ribeiro. 

Leia também:
Indicados por Dal Pozzo, Marcão e Rafael são apresentados no Náutico
Erick e Ronaldo Alves podem ficar à disposição no amistoso do domingo

Veja também

Galo bate Fortaleza, Furacão passa pelo Flamengo, e times fazem final da Copa do Brasil
Copa do Brasil

Galo bate Fortaleza, Furacão passa pelo Flamengo, e times fazem final da Copa do Brasil

'Tudo é homofobia, tudo é feminismo', ironiza Bolsonaro sobre punição a Maurício Souza
Homofobia

'Tudo é homofobia, tudo é feminismo', ironiza Bolsonaro sobre punição a Maurício Souza