Rubro-negros respiram aliviados

Diego Souza e Rithely, que corriam o risco de ficar fora da reta final do Brasileirão, pegaram penas brandas no STJD

Comunidade de brasileiros na IrlandaComunidade de brasileiros na Irlanda - Foto: Reprodução

 

Cada pontinho conquistado nesta reta final de temporada é comemorado com festa na Praça da Bandeira. Na luta contra o rebaixamento, pode-se dizer que o Sport obteve uma importante vitória, ontem. Porém, desta vez o triunfo não foi dentro de campo, mas sim nos tribunais. Em julgamento realizado no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o volante Rithely pegou apenas um jogo de suspensão, enquanto o meia Diego Souza se deu ainda melhor, tomando apenas uma advertência.

Por conta das declarações concedidas após a derrota para o Palmeiras, pela 32ª rodada, inicialmente ambos foram enquadrados no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) - que fala em “referente a assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva” - e poderiam ser punidos de uma a seis partidas, caso condenados. Com o resultado, Rithely não encara o Grêmio, nesta segunda-feira (07), em Porto Alegre. Já DS87 está liberado para o duelo.

Restando cinco rodadas para o fim do Brasileirão, caso fossem julgados culpados e pegassem uma punição severa, os dois, considerados pilares do Leão no Nacional, poderiam ficar fora da reta final da competição. A sensação de satisfação foi tão grande que o Departamento Jurídico leonino já anunciou que não irá recorrer da punição do volante. Ciente da importância desse julgamento, o clube resolveu mandar os dois atletas á sede do STJD, no Rio de Janeiro, para se defenderem pessoalmente.

Frente à frente com a 5ª comissão disciplinar, Rithely e Diego Souza pediram desculpas e fizeram questão de deixar claro que não tiveram a intenção de ofender a arbitragem ou os responsáveis por comandá-la, mas sim mostrar a chateação com um suposto erro do árbitro. Em certo momento, o meia chegou a mostrar seu lado marrento. “Não sabemos o motivo dele (o árbitro) não ter dado o pênalti. Acho que deveria punir o árbitro”, comentou Diego, para em seguida se defender. “Saí do jogo e às vezes o que nós falamos não são as palavras que queremos usar”, finalizou, diante dos membros do STJD.

 

Veja também

Jair Ventura ressalta importância do tempo que teve para treinar o time
Futebol

Jair Ventura ressalta importância do tempo que teve para treinar o time

Defensivo, Sport se segura no Mineirão e empata em 0x0 com o Atlético/MG
Futebol

Defensivo, Sport se segura no Mineirão e empata em 0x0 com o Atlético/MG