A-A+

Russa campeã de arremesso de dardo é suspensa após doping

Mariya Abakumova, que já cumpriu mais de dois anos de maneira retroativa, não poderá competir até 18 de maio de 2020

Mariya AbakumovaMariya Abakumova - Foto: AFP

A russa Mariya Abakumova, campeã mundial do arremesso de dardo, foi punida com quatro anos de suspensão por doping nesta quarta-feira (5), após uma nova análise dos exames aos quais a atleta foi submetida nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008.

Abakumova, de 32 anos e que já cumpriu mais de dois anos de maneira retroativa, não poderá competir até 18 de maio de 2020, segundo informou a imprensa local.

Com a punição, a atleta teve cancelados os resultados obtidos entre 21 de agosto de 2008 e 20 de agosto de 2012, o que inclui tantos os Jogos Olímpicos como o Mundial de Daegu em 2011, no qual conquistou a medalha de ouro.

O Comitê Olímpico Internacional (COI) já retirou de Abakumova a medalha de prata conseguida Pequim. A atleta recorreu à Corte Arbitral do Esporte (CAS) contra a decisão, mas não obteve sucesso.

Leia também:
Doping: russa perde ouro, e Semenya será bicampeã olímpica


Abakumova, que foi terceira colocada no Mundial de Moscou, em 2013, foi considerada pelo COI culpada de consumir o anabolizante Oral Turinabol (DHCMT, clorodehidrometiltestosterona, em seu nome científico).

O presidente da Federação Russa de Atletismo (FRA), Dmitri Shliajtin, afirmou nesta quarta-feira que a atleta, que deixou de competir provisoriamente em 2014 para dar à luz, admitiu a responsabilidade.

"Temos os resultados das análises, temos a prova positiva de doping e, neste caso, temos o reconhecimento da culpabilidade da própria atleta", disse.

Também foi notificada a suspensão por dois anos de maneira retroativa à já aposentada vice-campeã olímpica de salto em distância e salto triplo em Pequim, Tatiana Lebedeva, que teve cancelados os resultados entre 2008 e 2010, por isso perdeu ambas as medalhas.

"Já briguei nos tribunais com o COI e a Agência Mundial Antidoping (Wada). Por experiência própria, compreendi que, dada a situação, continuar nos tribunais não faz sentido, é uma perda de tempo, nervos e dinheiro", comentou Lebedeva, que foi suspensa por consumo de Oral Turinabol.

Veja também

Regularizado, Jailson pode estrear pelo Náutico
Futebol

Regularizado, Jailson pode estrear pelo Náutico

Náutico x CRB poderá ter 2,5 mil pessoas nos Aflitos
Futebol

Náutico x CRB poderá ter 2,5 mil pessoas nos Aflitos