Rússia ameaça banir atletas que não devolverem medalhas cassadas por doping

A entidade afirma que apenas uma das 23 medalhas perdidas pelos atletas do país na modalidade já foram retornadas

A Federação Russa de Atletismo ameaça banir os atletas flagrados em exames antidoping durante edições anteriores dos Jogos Olímpicos que não devolverem suas medalhas ao COI (Comitê Olímpico Internacional).

De acordo com a entidade, apenas uma das 23 medalhas perdidas pelos atletas do país na modalidade já foram retornadas. Ela pertencia a Anton Kokorin, que participou do revezamento 4x400m nos Jogos de Pequim-2008 e acabou com o bronze. Ele foi obrigado a devolvê-la em virtude do teste positivo do companheiro Denis Alexeyev.

A Federação afirma que quem não cumprir com a determinação não poderá competir em eventos esportivos e não será elegível para seleções nacionais ou participarem de exames que os permitiria competir internacionalmente sob bandeira neutra, uma vez que a Federação Russa segue suspensa.

"Estamos dando este lembrete pois durante os trabalhos para voltarmos a ser aceitos pela IAAf (Associação das Federações Internacionais de Atletismo) este foi um dos critérios estabelecidos e foi ignorado por um número de pessoas", diz a Federação Russa, que lembra ainda que prêmio em dinheiro obtido em competições não-olímpicas também precisam ser devolvidos.

A Federação informa ainda que a medida de banimento deve ter pouco efeito sobre os atletas pegos no doping uma vez que já estão suspensos. Outros também já se encontram aposentados. O efeito prático seria para os atletas que não foram pegos no doping, mas perderam a medalha por causa de algum companheiro e ainda assim não querem devolver.

Veja também

Acidente aéreo mata piloto, presidente e quatro jogadores do Palmas
Tragédia

Acidente aéreo mata piloto, presidente e quatro jogadores do Palmas

Sport e Bahia fazem clássico nordestino de olho em se distanciar do Z4
Futebol

Sport e Bahia fazem clássico nordestino de olho em se distanciar do Z4