Sampaoli convoca Argentina com 8 remanescentes de 2014

Com um sistema ofensivo que terá Messi, Di María, Dybala e Agüero, Argentina tentará o terceiro título em Copas

Na Rússia, Messi busca o tão sonhado título com a seleção argentinaNa Rússia, Messi busca o tão sonhado título com a seleção argentina - Foto: Kirill Kudryavtsev/AFP

Com a inclusão de oito jogadores que foram vice-campeões mundiais em 2014, o técnico Jorge Sampaoli anunciou nesta segunda (21), os 23 convocados da Argentina para disputar a Copa da Rússia. Na semana passada, o treinador havia divulgado uma pré-lista com 35 nomes.

O goleiro Sergio Romero, o lateral Marcos Rojo, os volantes Javier Mascherano e Lucas Biglia, o meia Ángel Di María e os atacantes Gonzalo Higuaín, Lionel Messi e Sergio Aguero estiveram no Brasil há quatro anos.

A maior novidade na relação foi o lateral Cristian Ansaldi, 31, do Torino-ITA. Ele não jogou pela Argentina nenhuma vez desde que Sampaoli assumiu o cargo, em julho do ano passado. O técnico decidiu incluí-lo por causa da lesão de Gabriel Mercado, que ainda preocupa a comissão técnica. Como atua nos dois lados do campo. Ansaldi liberaria Eduardo Salvio para atuar apenas no meio-campo.

Existe a expectativa também do que vai acontecer na escolha do goleiro. O titular desde o Mundial da África do Sul, em 2010, é Sergio Romero, do Manchester United (ING). Mas em clubes ele é um eterno reserva, o que gera dúvidas a respeito de seu ritmo de jogo. A preferência natural de Sampaoli seria por Willy Caballero, 36, que estreou na seleção contra a Itália, em março deste ano. O treinador gosta da maneira que o veterano joga com os pés. Mas Caballero também é reserva em seu clube, o Chelsea (ING).

O favorito da mídia e de parte dos torcedores é Franco Armani, titular do River Plate. A convocação para a Copa do Mundo é a primeira para o goleiro de 31 anos, campeão da Libertadores de 2016 com o Atlético Nacional (COL).

A lista inclui três jogadores que atuam no futebol argentino. Além de Armani, estão o meia Maximiliano Meza (Independiente) e o atacante Cristian Pavón (Boca Juniors).

Os convocados treinam nesta segunda no centro de treinamento da AFA (Associação de Futebol Argentino), em Ezeiza, na região de Buenos Aires. Lionel Messi deve se apresentar nesta terça (22). No domingo (20), ele ficou no banco na última rodada do Campeonato Espanhol, quando o Barcelona derrotou a Real Sociedad.

Leia também:
Seleção Brasileira é convocada para a Copa do Mundo
Com dois brasileiros, Espanha anuncia convocados
Bélgica divulga pré-lista com 28 convocados para a Copa
França deixa Rabiot e Martial fora da lista principal
Copa do Mundo: confira as seleções já convocadas


No domingo (27), os convocados deverão fazer um treino aberto para os torcedores no estádio do Vélez Sarsfield, embora não esteja confirmado. Dois dias depois, realizam o último amistoso na Argentina, em La Bombonera, contra o Haiti. Em 30 de maio, a delegação viaja para Barcelona, onde vai fazer uma semana de treinos. A AFA marcou a última partida antes do desembarque na Rússia para 9 de junho, em Israel, contra a seleção local. A cidade da partida ainda não foi resolvida, o que poderá acontecer até esta terça. A chegada em Bronnitsy (55 km de Moscou), local de concentração da equipe para o Mundial, 24 horas depois.

Os dirigentes gostariam que o elenco visitasse o papa Francisco, em Roma, antes do embarque para Moscou, mas há problema de falta de datas. Uma possibilidade seria em 31 de maio, mas o Pontífice não tem agenda para receber os atletas neste dia. A outra possibilidade seria 3 ou 4 de junho, mas Sampaoli não é fã de perder um dia de treinamento para um evento sem relação com a Copa do Mundo.

A estreia da Argentina será no dia 16, contra a Islândia, em Moscou.

Veja a lista dos convocados da Argentina:

Goleiros: Franco Armani (River Plate), Sergio Romero (Manchester United-ING), Willy Caballero (Chelsea-ING)

Defesa: Cristian Ansaldi (Torino-ITA), Federico Fazio (Roma-ITA), Gabriel Mercado (Sevilla-ESP), Marcos Rojo (Manchester United-ING), Nicolás Otamendi (Manchester City-ING), Nicolás Tagliafico (Ajax-HOL)

Meio-campo: Angel Di María (PSG-FRA), Eduardo Salvio (Benfica-POR), Ever Banega (Sevilla-ESP), Giovanni Lo Celso (PSG-FRA), Javier Mascherano (Hebei China Fortune-CHN), Lucas Biglia (Milan-ITA), Marcos Acuña (Sporting-POR), Manuel Lanzini (West Ham-ING), Maximiliano Meza (Independiente)

Ataque: Cristian Pavón (Boca Juniors). Gonzalo Higuaín (Juventus-ITA), Lionel Messi (Barcelona-ESP), Paulo Dybala (Juventus-ITA), Sergio Aguero (Manchester City-ING).

Veja também

Brasil encara Venezuela na estreia da Copa América 2021
Futebol

Brasil encara Venezuela na estreia da Copa América 2021

Sem Thiago Neves, Sport vai até o Castelão encarar o líder Fortaleza
Futebol

Sem Thiago Neves, Sport vai até o Castelão encarar o líder Fortaleza