Sánchez será jogador mais bem pago do Inglês no United

Para a negociação se concretizar, a saída de Mikhtaryan seria fundamental, segundo o agente Mino Raiola

Alexis Sánchez deve trocar Londres por ManchesterAlexis Sánchez deve trocar Londres por Manchester - Foto: AFP

A transferência do chileno Alexis Sánchez do Arsenal ao Manchester United, que pode torná-lo o jogador mais bem pago da Inglaterra, "é provável", revelou nesta quinta-feira (18) o técnico francês Arsène Wenger.

"Trabalhei com transferências durante 30 anos, é provável que aconteça", disse Wenger em coletiva de imprensa. "A qualquer momento, em um minuto, as coisas podem se romper. Assim é o mercado", ponderou o treinador dos Gunners.

Wenger confirmou que a ideia é que o armênio Henrikh Mkhitaryan seja incluído na negociação: "seria uma troca de jogadores, um substituiria o outro", afirmou.

Segundo o jornal Daily Telegraph, Sánchez e United teriam entrado em acordo salarial alcançando os 14 milhões de libras líquidas por ano. Além disso, o chileno receberia luvas de 20 milhões de libras e seu agente 10 milhões.

A ida de Sánchez a Manchester seria uma das grandes operações do mercado de janeiro, se confirmada. Segundo Daily Telegraph, o United ofereceu contrato de quatro temporadas e meia, tornando o atacante o jogador mais bem pago do clube.

Para a negociação se concretizar, a saída de Mikhtaryan seria fundamental, segundo o agente do jogador armênio, Mino Raiola

"O Manchester United não vai contratar Sánchez, a não ser que 'Mkhi' concorde em ir para o Arsenal. Ele ainda tem dois anos e meio de contrato, então depende da decisão dele.", afirmou Raiola ao jornal The Times.

O português José Mourinho não utilizou Mkhitaryan na vitória do United sobre o Stoke, por conta "das dúvidas que rodeiam seu futuro".

Veja também

Revelação na reta final da Série B, Thassio faz avaliação positiva de temporadaFutebol

Revelação na reta final da Série B, Thassio faz avaliação positiva de temporada

Nadadora transexual enfrenta críticas ao quebrar recordes femininos após competir com homensEUA

Nadadora transexual enfrenta críticas ao quebrar recordes femininos