Santa ameniza dívidas e destrava negociações por renovações

Com o pagamento de 50% dos três meses de salários atrasados, clube dá uma respirada financeiramente, mas corre atrás de receitas para quitar restante dos débitos

Vice-presidente de futebol Felipe Rêgo Barros Vice-presidente de futebol Felipe Rêgo Barros  - Foto: Rodrigo Baltar/Santa Cruz

O Núcleo de Gestão Administrativa Financeira do Santa Cruz efetuou 50% do pagamento dos três meses salários atrasados aos jogadores. Com metade do acordo cumprido, o clube amenizou as dívidas, mas ainda vive uma crise financeira. Apesar do aperto, o departamento financeiro espera quitar o restante dos débitos o mais rápido possível, mas busca receitas. O vice-presidente de futebol Felipe Rêgo Barros falou sobre a “engenharia financeira”.

“Conseguimos pagar os acordos que tínhamos feito com os atletas. Aqueles que ganham salários mais baixos tiveram o pagamento completo. Já os outros receberam 50% do que devíamos. Variou em relação ao valor que cada jogador tinha a receber e ao que o clube teve condição de saldar neste momento. Agora vamos capitar recursos para pagar brevemente o que falta", disse o diretor.

Leia também: 

Santa paga aos atletas 50% dos atrasados e funcionários ganham vales 

Núcleo de Gestão do Santa promete encerrar 2018 em dia 

Santa negocia com os atletas e dá prazo para pagar atrasados 

Santa traça plano de pagamento individual para jogadores 

O pagamento das folhas salarias atrasadas destravam as negociações por renovações, como as do lateral-direito Vítor, do zagueiro Sandoval e do meia Jailson. Além deles, o Santa também tem interesse em estender o contrato do lateral-esquerdo Allan Vieira e do meio-campista Carlinhos Paraíba.

Veja também

Brasil sofre primeira derrota, mas avança no Mundial de Handebol
Handebol

Brasil sofre primeira derrota, mas avança no Mundial

Juíza acata pedido e Jonatan Gómez tem vínculo encerrado com o Sport
Sport

Juíza acata pedido e Jonatan Gómez tem vínculo encerrado com o Sport