Santa com gosto de quero mais

O empate com o Internacional, sábado, deixou no elenco coral o sentimento de que poderia ter vencido o duelo

Fachada da ChesfFachada da Chesf - Foto: Mandy Oliver/Folha de Pernambuco

Chegou a ser surpreendente. O script parecia escrito antes mesmo de a bola rolar no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Com a iminência do rebaixamento nos calcanhares, o Santa Cruz confirmaria sua passagem para a Segunda Divisão em 2017 ao ser derrotado pelo Internacional, que ainda luta pela permanência na Série A. Ao final do jogo, entretanto, o empate em 1x1 chegou até a ser lamentado pelos tricolores, que viram reais condições de vencer. Na tabela de classificação, a situação coral pouco mudou. Mas o discurso de a equipe jogar pela honra, de fato, pôde ser visto em campo. O resultado, inclusive, freou uma série de sete derrotas consecutivas.

A partida entre Internacional e Santa Cruz marcou a estreia do técnico Adriano Teixeira no comando técnico tricolor. Na avaliação dele, o time pernambucano merecia mais que apenas empatar por 1x1. “Acho que foi injusto, sim. Foi uma partida parelha. Contra o Flamengo, com um a menos, o Inter virou o jogo. E a gente conseguiu segurar, tivemos várias oportunidades e até tivemos a bola do jogo, com Jadson. Ele tirou demais (do gol) e não conseguiu fazer”, disse o Adriano.

Neste primeiro teste dele, uma mudança de peças foi vista em campo e, de certa forma, interferiu no placar final. O lateral-direito Léo Moura, realmente, jogou no setor de criação, e abriu espaço para que Vítor voltasse à equipe titular, na direita. A dupla foi responsável pelo gol de empate do Santa - cruzamento de Vítor e cabeceio de Léo Moura. Outra estratégia montada pelo comandante, no entanto, por pouco não caiu por terra, quando Vitinho abriu o placar com nove minutos de jogo.

“A gente já sabia como eles vinham, iam querer ganhar de forma imediata até pela situação em que estão. Sabíamos que tínhamos de jogar fechadinhos e esperando um contra-ataque. Mas entramos perdidos no jogo e perdendo muita bola aérea. Depois que tomamos o gol, a equipe acordou e colocou a bola no chão, conseguindo jogar”, contou Adriano. Vale lembrar que o Internacional ainda teve um jogador expulso, ainda no primeiro tempo: o volante Eduardo Henrique.

Este cenário, inclusive, motivou o atacante Grafite a também lamentar o resultado de empate. “Sabíamos que jogar aqui era difícil. Ainda mais com o momento do Inter. Mas dava para sair com um resultado melhor. Estamos lutando contra um rebaixamento que já está bem próximo. É terminar os últimos cinco jogos com dignidade e honrar a camisa do Santa Cruz”, falou o jogador.

Veja também

Thiago Duarte comemora vitória do Santa Cruz e fala em evolução da equipe
Futebol

Thiago Duarte comemora vitória do Santa Cruz e fala em evolução da equipe

Central empata com Vitória da Conquista e permanece invicto na Série C
Futebol

Central empata com Vitória da Conquista e permanece invicto na Série C