Santa Cruz arranca empate emocionante contra o Globo/RN

Em jogo de seis gols, Tricolor ficou duas vezes atrás do placar, mas buscou a igualdade no último minuto da partida

Pipico, atacante do Santa CruzPipico, atacante do Santa Cruz - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

O Santa Cruz não saiu de campo vencedor na noite desta segunda-feira (17), mas a sensação de triunfo foi inevitável. No Rio Grande do Norte, o Tricolor ficou boa parte do jogo atrás no placar, mas arrancou um emocionante empate por 3x3 no último lance da partida contra o Globo/RN, no Barrettão. Bambam (duas vezes) e Negueba marcaram para os donos da casa. Dudu, Pipico e Ramon (contra) fizeram os dos visitantes. O resultado deixa a Cobra Coral em terceiro lugar, no Grupo A, com 13 pontos. A Águia está em oitavo, com oito pontos.

Embora tenha começado o duelo com mais volume de jogo, o Santa Cruz tropeçava na própria falta de pontaria. Logo aos dois minutos, Pipico já havia perdido uma chance incrível de abrir o placar. Como o futebol não costuma perder falhas graves, o castigo não demorou a vir. Aos 30 minutos de bola rolando, Jean Natal foi desarmado dentro da área coral. A bola sobrou para Bambam. O atacante, revelado no rival Sport, não pensou duas vezes e mandou para o fundo das redes. O restante do primeiro tempo foi morno e burocrático, ao contrário da etapa final.

Leia também:
Após três jogos, Milton não repetiu escalação no Santa
No Santa Cruz, Pipico diz viver melhor fase da carreira
Eduardo e Jô rescindem contrato com o Santa Cruz

No segundo tempo, o Tricolor conseguiu empatar logo aos sete minutos. Marcos Martins cruzou da direita, Daniel Costa ajeitou para trás e Dudu, meio sem jeito, mandou para o gol, igualando o placar. Era o início dos muitos lances de perigo no jogo. Depois de empatar, o Santa quase virou com Pipico, mas o atacante cabeceou para fora. E aí os anfitriões não tiveram dó. Aos 27 minutos, Negueba recebeu lançamento, contou com um erro de Marcos Martins, que perdeu o tempo de bola, e ficou na boa para marcar o segundo da Águia.

Com a vantagem no placar, os donos da casa se fecharam mais e passaram a apostar nos contra-ataques. Além disso, ampliaram logo o marcador. Aos 33 minutos, Bambam cobrou falta com categoria e fez 3x1. Anderson chegou a tocar na bola, mas não evitou o gol. Parecia o fim do jogo. Não para Pipico. Aos 39 minutos, o atacante fez ótima jogada individual. Quando ia finalizar, foi desarmado por Ramon, que mandou contra o próprio gol. A arbitragem, contudo, deu o gol para o artilheiro coral. Já no apagar das luzes, o mesmo Pipico recebeu, se livrou da marcação e bateu rasteiro, para garantir um milagroso empate no Barrettão.


FICHA TÉCNICA:

3 Globo/RN
Rafael; Glaubinho (Luiz Renan), Lucão, Jobert e Nininho; Ramon, Jardel, Chiclete (Radames) e Jean Natal; Negueba (Cícero Mateus) e Bambam. Técnico: Higor César.

3 Santa Cruz
Anderson; Marcos Martins, João Victor, William Alves e Carlos Renato (Cesinha); Ítalo Henrique, Allan Dias (Daniel Costa) e Everton; Dudu, Elias (Augusto) e Pipico. Técnico: Milton Mendes.

Local: Estádio Barrettão, em Ceará-Mirim/RN
Árbitro: Philip Georg Bennett (RJ)
ASsistentes: Wendel de Paiva Gouvea e Thiago Gomes Magalhães (ambos do RJ)
Gols: Bambam, aos 31 minutos do 1ºT; Dudu, aos sete; Negueba, aos 27; Bambam, aos 33; Pipico, aos 39; e Pipico, aos 49 minutos do 2ºT
Cartões amarelos: Chiclete, Glaubinho, Negueba, Bambam (G)
Público e renda: não divulgados.

Veja também

Louzer elogia Betinho e lamenta “distância” entre setores em derrota
Futebol

Louzer elogia Betinho e lamenta “distância” entre setores em derrota

Atlético-MG perde para o Ceará em noite de falhas de Everson
Futebol

Atlético-MG perde para o Ceará em noite de falhas de Everson