A-A+

Santa Cruz arranca empate no último lance contra o Treze

Depois de ser facilmente dominado no primeiro tempo, Santa Cruz despertou na etapa final e evitou uma derrota em casa na estreia da Série C

Santa Cruz x Treze/PB, no Arruda, pela Série CSanta Cruz x Treze/PB, no Arruda, pela Série C - Foto: Paullo Allmeida/FolhaPE

O Santa Cruz foi do inferno ao céu em pouco menos de duas horas na noite desta segunda-feira (29), no Arruda. Depois de um início sofrível diante do Treze/PB, quando foi para o intervalo perdendo por 2x0, os tricolores se recuperaram e buscaram o empate em 2x2, que só veio acontecer no último lance do jogo.Gil e Eduardo marcaram para os visitantes. Neto Costa e Guilherme Queiroz, dois atletas que começaram o jogo no banco, fizeram para os donos da casa. A Cobra Coral volta a campo pela Série C no próximo domingo (5), contra o Ferroviário (CE), em reduto adversário.

Quem esperava um Santa Cruz dominante após a boa atuação diante do Fluminense quebrou a cara. O time que entrou em campo no Arruda esteve irreconhecível nos primeiros minutos. Desligado, sem vibração, facilmente envolvido pelas boas jogadas criadas pelo Treze/PB. Tanto é que o primeiro gol do adversários saiu em pouco tempo. Gil recebeu na quina da grande área, ajeitou para o pé direito e mandou alta, com curva e categoria. A bola encobriu o goleiro Anderson e entrou no ângulo. A equipe paraibana abria o placar cedo e com direito a um golaço.

Leia também: 

Favorito? Cinco motivos para acreditar no acesso do Santa 
Dudu vira dúvida no Santa Cruz; Bruno Ré inicia transição 
Acesso e experiência: Leston chega à sexta Série C seguida 
Rivalidade: Nordeste está em peso na Série C 2019 

E o mesmo Gil seguiu infernizando a defesa tricolor no restante do primeiro tempo, para desespero da zaga coral. Aos 17 minutos, Eduardo ainda perdeu duas chances no mesmo lance de ampliar. Aos 23 minutos, entretanto, não teve jeito. Gil, novamente, fez boa jogada pela esquerda e levantou no segundo pau. Eduardo apareceu e cabeceou sem chances para Anderson. Em desvantagem, o Santa partiu para cima. Patrick Vieira teve boa chance quando arriscou de fora da área. Mauro Iguatu se esticou e defendeu. A bola ainda bateu na trave antes de ser afastada pela defesa.

No segundo tempo, quando se pensava que o Santa voltaria pressionando, foi o Treze/PB que teve ótima oportunidade. Logo aos cinco minutos, Marcelinho recebeu bom passe e tocou na saída de Anderson, com a meta vazia. William Alves apareceu e evitou o que seria o terceiro gol adversário. A partir daí, começou a recuperação dos mandantes. Aos 39 minutos, Marcos Martins levantou na área e Neto Costa, de cabeça, diminuiu. No último minuto, no desespero, o gol salvador. Após cruzamento, a bola acabou sobrando para Guilherme Queiroz, que dominou e bateu para empatar.

FICHA TÉCNICA:

Santa Cruz 2
Anderson; Marcos Martins, João Victor, William Alves e Carlos Renato; Charles, Ítalo Henrique e Patrick Vieira (Luiz Felipe); Jô (Guilherme Queiroz), Augusto (Neto Costa) e Pipico. Técnico: Leston Júnior


Treze/PB 2
Mauro Iguatu; Edy, Anderson Penna, Ítalo e Silva; Carlos Coppetti, Juninho e Marcelinho Paraíba (Brumati); Gil, Patrick Silva (Fernando) e Eduardo (Diego Ceará). Técnico: Flávio Araújo

Local: estádio do Arruda (Recife/PE)
Árbitro: Felipe Duarte Varejao (ES).
Assistentes: Valberson Braz Zanotti (ES) e Paulo Peterson Rangel Casanova (ES)
Gols: Gil, aos quatro minutos; Eduardo, aos 23 minutos do 1ºT. Neto Costa, aos 39 minutos do 2ºT; Guilherme Queiroz, aos 50 minutos do 2ºT.
Cartões amarelos: Anderson Penna, Juninho, Marcelinho Paraíba, Fernando, Gil (T); Guilherme Queiroz (S)
Renda: R$ 76.700,00. Público: 8.194

Veja também

Acompanhe, lance a lance, Náutico x Londrina
BRASILEIRO SÉRIE B

Acompanhe, lance a lance, Náutico x Londrina

Marcos enaltece Libertadores de 2009 do Sport: 'tinha mais chances de chegar à conquista'
Futebol

Marcos enaltece Libertadores de 2009 do Sport: 'tinha mais chances de chegar à conquista'