Santa Cruz dispensa auxiliar e dois jogadores

Segundo o diretor do Santa Cruz Felipe Rego Barros, Salino e Robert saíram do clube por rendimento abaixo do esperado e readequação da folha salarial

Diretoria do Santa CruzDiretoria do Santa Cruz - Foto: Daniel Lima/Folha de Pernambuco

Além da demissão do técnico PC Gusmão, o Santa Cruz oficializou mais três desligamentos: o auxiliar técnico Adriano Teixeira, o volante Leandro Salino e o atacante Robert. As saídas foram confirmadas pelo vice-presidente do clube, Felipe Rego Barros, em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira (23), no Arruda.

“Tomamos algumas providências e tentamos identificar situações de campo para tentar reverter o cenário. Ao lado do técnico Paulo César Gusmão, que colocou o cargo à disposição, o auxiliar técnico Adriano Teixeira também deixa o Santa Cruz. Quero agradecê-lo por todos os serviços prestados, até porque ele é um profissional muito qualificado e de extrema competência. Se dedicou com muito amor ao Santa, mas no futebol existem ciclos. Após a avaliação dos resultados e da qualificação do elenco, resolvemos liberar Leandro Salino e Robert. Essas foram as mudanças mais significativas tomadas pela direção”, revelou.

Segundo o diretor do Santa Cruz Felipe Rego Barros, Salino e Robert deixaram o Santa pelos seguintes motivos: rendimento abaixo do esperado e readequação da folha salarial do elenco.

“As questões são um pouco de cada ordem. Tem o cenário financeiro e o de custo benefício, além do fator técnico. A gente precisa dar passos em busca de reforços. Salino já havia procurado a diretoria por estar insatisfeito com o seu aproveitamento no clube. Não podemos ter crise de identidade aqui. Já o Robert pesou o lado financeiro. Ele tem um peso maior (orçamentário). É um profissional extremamente dedicado, mas no futebol nem tudo acaba dando certo. Isso pesou contra ele. Precisávamos desafogar a folha salarial”, detalhou.

Ambos anunciados como reforços de “peso” para a temporada 2018, o volante Leandro Salino e o atacante Robert tiveram uma passagem apagada no Arruda. O primeiro deles jogou sete partidas, enquanto o centroavante, contratado para ser o homem de referência do ataque, disputou oito partidas e marcou apenas um gol.

Já o auxiliar técnico Adriano Teixeira estava no Santa Cruz há quatro anos. Chegou ao clube em 2014. De lá pra cá, o assistente comandou o time interinamente em várias ocasiões. Este ano, assumiu o posto uma vez.

Leia também: 

Santa Cruz anuncia a saída do técnico PC Gusmão

Santa Cruz anuncia Roberto Fernandes como novo técnico 

Santa vai contratar reforços, mas espera análise de Roberto 

Veja também

Superliga é criticada por 14 clubes da primeira divisão inglesa
Futebol Internacional

Superliga é criticada por 14 clubes da primeira divisão inglesa

Superliga é um 'projeto para o futuro', diz técnico da Juventus
Futebol

Superliga é um 'projeto para o futuro', diz técnico da Juventus