Santa Cruz

Santa estende vínculo de Didira até o final da Série C com prorrogação automática

Meio-campista faz parte dos planos da Cobra Coral para a próxima temporada, período em que o clube espera voltar a disputar a Série B do Campeonato Brasileiro

Didira, meio-campista do Santa CruzDidira, meio-campista do Santa Cruz - Foto: Rafael Melo/SCFC

O status de "principal contratação", pesou. Junto a isso, a melhora no desempenho no período pós-retorno do futebol contribuiu na solidificação dos laços no Arruda. O Santa Cruz anunciou nesta terça-feira (27) a extensão de vínculo de Didira até o final da Série C. Após o término da competição, o formato o jogador terá automaticamente seu contrato renovado até dezembro de 2021. 

O meio-campista de 32 anos desembarcou no Arruda ainda na pré-temporada, após longa rodagem pelo futebol alagoano. Contudo, o início de ano para o atleta não foi dos mais fáceis. Dentro de campo, Didira passou várias rodadas tendo seu futebol questionado, fruto de um período de grande instabilidade e oscilações no meio de campo. Cenário que mudou após o retorno do futebol, em que prometeu se doar ao máximo para mudar o retrospecto negativo de sua jornada na Cobra Coral. Até aqui, o meia acumula 28 jogos com a camisa do Santa e tem cinco gols marcados, sendo uma das peças fundamentais do elenco.



Movimentando os bastidores já há algum tempo, a ideia do departamento de futebol do Santa Cruz é acertar com os atletas que se encaixam dentro de um pérfil de disputa para a Segunda Divisão do próximo ano. Caso, para o clube, do próprio Didira. A partir disso, dar continuidade ao trabalho que vem sendo desempenhado e lapidar uma equipe que já tenha identidade formada. 

"Um das ideias na montagem do elenco foi trazer atletas que tenham características e possam jogar a Série B. Claro que ainda é cedo para falar disso, temos que manter nosso foco na Série C. Mas, ao mesmo tempo, com atletas que tenham um perfil de permanecer mais tempo no clube. Temos vários atletas que estão estendendo até o final da Série C, que é uma extensão normal e alguns desses atletas para estender até 2021, para termos uma base de elenco já pronta quando atingirmos nosso principal objetivo, que é o acesso à Série B", comentou o executivo de futebol do clube, Nei Pandolfo. 

 

Veja também

Após atuar 90 minutos, William Alves explica readaptação pós Covid-19
Santa Cruz

Após atuar 90 minutos, William Alves explica readaptação pós Covid-19

Brasileiros brigam até o fim, mas são derrotados na China
Tênis de mesa

Brasileiros brigam até o fim, mas são derrotados na China