Santa Cruz

Santa Cruz tem cinco desfalques para o jogo contra o Paysandu neste sábado

Paulinho, André e Victor Rangel se queixaram de cansaço muscular, enquanto Fabiano sofreu uma entorse no tornozelo e Didira uma pancada no joelho

Fabiano, lateral-esquerdo do SantaFabiano, lateral-esquerdo do Santa - Foto: Divulgação

Defasado, o Santa Cruz não poderá contar com cinco peças importantes no elenco para a partida de estreia na Série C, neste sábado (08), contra o Paysandu. O confronto está marcado para às 17h, na Curuzu, em Belém/PA. 

Logo no primeiro jogo pelo nacional 2020, o técnico Itamar Schulle terá de quebrar a cabeça para organizar o time em campo. Isso porque, André, Paulinho, Victor Rangel, Didira e Fabiano não viajaram para o Norte com o restante do grupo. Os três primeiros, queixaram-se de cansaço muscular após o duelo ante o Salgueiro, nessa quarta, no Arruda, e ficaram no Recife para a realização de trabalhos de recuperação. 

“Exceto Fabiano, todos foram queixas musculares, que avaliadas juntamente à fisiologia, foi optado por eles não irem. A fisiologia se posicionou, o departamento médico também”, resumiu o vice-presidente médico do clube, Antônio Mário Valente. 
 

Didira, por outro lado, reclamou de cansaço muscular e de uma pancada no joelho direito, portanto, também foi poupado. O caso de Fabiano, porém, é um pouco mais sério. O lateral-esquerdo sentiu um desconforto também depois do jogo contra o Carcará. Nos exames clínicos realizados no pós-jogo, foi detectado uma entorse no tornozelo direito. Com o diagnóstico, o jogador dará início à primeira sessão do tratamento nesta quinta, no Arruda, ainda sem previsão de quando poderá retornar aos gramados. 

Vale destacar, que antes do futebol ser autorizado em Pernambuco, o lateral-esquerdo sofreu uma lesão no treino e passou cerca de uma semana em tratamento. Outro descartado para o jogo é Chiquinho, que também não viajou com a delegação coral para Belém, em processo de transição física após se recuperar de um estiramento grau dois na panturrilha esquerda. Com as baixas, o treinador tricolor terá que se reinventar mais uma vez na temporada, provavelmente com improvisações na lateral-esquerda. Caso opte pelo feito, Célio Santos deve ser acionado para a vaga. Mas, se preferir usar uma peça de ofício, Schulle tem a seu dispor o recém-chegado Jáderson - regularizado para a competição -, que pode atuar tanto como lateral, quanto ponta esquerda. 

Outras opções
Na cabeça de área, o técnico tem à disposição Bileu e Tinga para suprir as ausência de André e Paulinho. No meio, Jeremias e João Cardoso devem disputar o lugar de Didira, que até aqui não conseguiu desempenhar seu melhor futebol. Já na frente, caso Jeremias seja alçado no meio de campo, Itamar pode contar com Derlis Alegre e Augusto Potiguar nas pontas, com Pipico centralizado. Ainda aquém nas atuações, Rangel perdeu espaço no time e poderia ser opção no banco mais uma vez, caso estivesse disponível. 

Outro detalhe: assim como Jáderson, Kleiton Pego - atacante de beirada igualmente emprestado do Athlético/PA -, também está as ordens do técnico caterinense para a disputa da Terceira Divisão. 
 

Veja também

Keno marca três, Atlético-MG bate o Atlético-GO e vira líder
Série A

Keno marca três, Atlético-MG bate o Atlético-GO e vira líder

Buscando se distanciar do Z4, Sport recebe Flu, na Ilha
Campeonato Brasileiro

Buscando se distanciar do Z4, Sport recebe Flu, na Ilha