Santa Cruz vive instabilidade na lateral-esquerda

Allan Vieira retorna ao Santa Cruz para disputar posição com Henrique Ávila, que era a única opção para o setor e vem sendo criticado pela torcida

Lateral-esquerdo Henrique Ávila treinando no ArrudaLateral-esquerdo Henrique Ávila treinando no Arruda - Foto: Santa Cruz/Rodrigo Baltar

 

Além do meio de campo, a lateral esquerda é a posição mais contestada por grande parte da torcida do Santa Cruz. Para suprir a carência do setor, que só tinha Henrique Ávila como opção, Allan Vieira voltou ao Arruda após um período de empréstimo. Já regularizado, e à disposição do técnico Paulo César Gusmão para reestrear pelo Tricolor, o lateral-esquerdo retorna para tentar reconquistar o seu espaço. A expectativa é de que o velho conhecido seja relacionado para a próxima partida, diante do Globo/RN, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro da Série C.
“Como em qualquer clube, chego para disputar posição. Respeito os meus companheiros e vou dar o meu melhor para buscar o meu espaço. Me sinto à vontade no Santa Cruz porque consegui construir uma sequência aqui. Sei que posso render e ajudar o time. Guardo boas lembranças daqui”, declarou o jogador, de 27 anos de idade, em sua apresentação oficial, na entrevista coletiva. 
Antes de Henrique Ávila, o dono da lateral-esquerda era Paulo Henrique, liberado pelo clube na reformulação do elenco para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série C. Para cavar uma vaga na equipe titular, Allan Vieira espera repetir o desempenho de 2015, quando foi titular absoluto na campanha do acesso à Série A.
Allan Vieira tem vínculo com a Cobra Coral até o fim de dezembro de 2018. No fim de 2016, ele foi emprestado ao Fortaleza/CE, mas só disputou nove partidas. No mesmo ano, saiu para o Red Bull/SP, onde disputou apenas uma partida do Campeonato Paulista deste ano. O lateral-esquerdo veio para o Santa Cruz em 2015 (após empréstimo junto ao Londrina/PR). Naquele ano, em dezembro, o jogador rescindiu o contrato com o clube paranaense e renovou com o Tricolor por três anos. O curioso é que o atleta voltou ao Santa depois de sete anos, já que iniciou sua carreira nas divisões de base coral, em 2008, mas não subiu para o profissional na ocasião.

Leia também: 

Allan Vieira alerta para falta de ritmo por tempo sem jogar 

Volta de Allan Vieira ao Santa supre carência na lateral esquerda 

 

Veja também

Algoz de Vasco e Bahia, Defensa y Justicia conquista Copa Sul-Americana
Futebol

Algoz de Vasco e Bahia, Defensa y Justicia conquista Copa Sul-Americana

Confira a vitória do Flamengo sobre o São Paulo por 79 a 71 na final da Copa Super 8
Basquete

Confira a vitória do Flamengo sobre o São Paulo por 79 a 71 na final da Copa Super 8