Grafite foi o porta-voz do elenco coral na coletiva desta quinta-feira (9)
Grafite foi o porta-voz do elenco coral na coletiva desta quinta-feira (9)Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Por conta dos três meses de salários atrasados, os jogadores do Santa Cruz ameaçaram paralisar as atividades na reapresentação, no estádio do Arruda, na tarde desta quinta-feira (9). Após a reunião entre os líderes do elenco – Julio Cesar, Derley, Ricardo Bueno e Grafite – e a diretoria, os atletas decidiram treinar normalmente, mas não subiram para o campo. Foi realizado apenas um trabalho regenerativo na academia. Logo em seguida, a assessoria de comunicação do clube chamou o camisa 23, que sempre foi o porta-voz do grupo, para a entrevista coletiva.

Sincero e esclarecedor, Grafite revelou que o presidente Alírio Moraes não estava presente no encontro, mas contou com a presença do vice-presidente Constantino Júnior e do diretor Jomar Rocha. “Antes de conversamos com a direção, tivemos um diálogo com membros da comissão técnica. Falamos com todos eles e depois tomamos a decisão de treinar hoje e amanhã. Garantimos também que vamos jogar o próximo jogo (contra o Boa Esporte), até porque já estava nos planos”, contou o ídolo da torcida.

Ainda de acordo com o atacante, os atletas aguardam o pagamento de mais uma folha salarial até a próxima segunda-feira (13). Por conta do problema, os jogadores vão entrar com uma representação para denunciar o clube junto ao Sindicato dos Jogadores. Caso a agremiação não cumpra o acordo, o elenco promete fazer greve, tanto nos treinos como nos jogos, se parte dos débitos não for saldado até o prazo estabelecido. Vale lembrar que, depois do empate em 1x1 com o Vila Nova, no Serra Dourada, na última terça-feira, o grupo recebeu um dos quatro meses de salários atrasados.

Leia também:
Santa Cruz no abismo e sob ameaça de paralisação  
Em crise, Santa Cruz adota lei do silêncio no Arruda
Santa paga um dos meses de salários atrasados ao elenco

“Tivemos uma conversa com o representante do sindicato para tratar sobre os nossos direitos e deveres. Mas não notificamos o clube. Esperamos um posicionamento (da diretoria) até o início da próxima semana para tomar as providências”, declarou.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: