Técnico do Santa Cruz, Leston Júnior
Técnico do Santa Cruz, Leston JúniorFoto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Ainda no fim no mês de fevereiro, quando o atacante Pipico foi julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva de Pernambuco (TJD-PE) pela primeira vez, o técnico Leston Júnior preferiu silenciar para evitar nova polêmica. Questionado novamente sobre a suspensão do camisa 9 do Santa Cruz – pena reduziu de seis para quatro partidas –, que só poderá atuar pelo clube no Estadual em possível semifinal, o treinador se esquivou do assunto na entrevista coletiva e foi seco na declaração.

“Tem três perguntas que eu me faço: quero? Devo? Posso? Tem coisas que quero falar, mas não devo, tem coisas que devo falar, mas não posso e tem coisas que posso falar e não quero. E esse caso de Pipico é um deles. Prefiro manter o silêncio em relação a isso. O silêncio é o amigo que não trai”, simplificou.

Leia também: 

Pipico tem pena reduzida, mas só atuará no PE em possível sêmi 

Santa consegue efeito suspensivo para o artilheiro Pipico  

Para evitar nova polêmica, Leston silencia sobre 'caso Pipico' 

Logo depois, o treinador voltou a ser perguntado por outro repórter sobre o caso. “Eu prefiro me abster de tudo que envolve essa questão", pontuou.

Como já cumpriu suspensão automática perante o Sport, Pipico vai desfalcar o Santa nas próximas três partidas do Campeonato Pernambucano (Central, Naútico e quartas de final, que é disputada em jogo único, respectivamente) pela expulsão contra o Petrolina, na quarta rodada do Estadual. 

Segundo informações apuradas pela Folha de Pernambuco, o departamento jurídico do Santa Cruz não teve permissão de apresentar o vídeo do lance da expulsão como defesa porque o julgamento no dia 21 de fevereiro foi à revelia e, assim, não era possível apresentar novas provas na sessão do mérito. O atacante Pipico é o artilheiro do Santa na temporada 2019, com seis gols em nove jogos disputados.

Polêmica 

Em janeiro, o técnico Leston Júnior detonou o estado do gramado do estádio Áureo Bradley, na cidade de Arcoverde, onde o Santa Cruz enfrentou o Flamengo de Arcoverde, no dia 23 de janeiro, e ficou no empate em 1x1, pela segunda rodada do Campeonato Pernambucano. Na ocasião, o treinador criticou publicamente, em entrevista coletiva após a partida no Sertão do estado, as condições precárias da estrutura do palco de jogo. O fato gerou polêmica. 

Após as declarações mais contundentes, o treinador tricolor foi denunciado pela Federação Pernambucana de Futebol (FPF), que não gostou das críticas. Antes mesmo das contestações, Leston Júnior deixou claro nas entrelinhas que a opinião sobre o assunto era particular, mas a entidade ficou claramente chateada com os protestos. Por unanimidade, o profissional acabou sendo absolvido na sessão promovida no Tribunal de Justiça Desportiva de Pernambuco (TJD-PE).  

veja também

comentários

comece o dia bem informado: