Técnico Leston Júnior nos vestiários do Arruda
Técnico Leston Júnior nos vestiários do ArrudaFoto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Após três jogos sem vencer, com duas derrotas seguidas no Campeonato Pernambucano e um empate diante do CSA/AL pela Copa do Nordeste (no estádio do Arruda), o Santa Cruz se recuperou na temporada 2019 e conseguiu a reabilitação no Estadual ao vencer o Central pelo placar de 1x0, em casa, pela oitava e penúltima rodada da primeira fase. Depois da vitória sobre os caruaruenses, o técnico Leston Júnior desabafou sobre as críticas da torcida pelo futebol apresentado pela equipe e saiu em defesa tanto do seu trabalho quanto do elenco. Incomodado, ele expôs sua chateação na entrevista coletiva.

“Eu sempre disse, em todos os momentos, que podemos fazer melhor, mas tem hora que não dá. A torcida vaiar ou não é da cultura do futebol, até porque o torcedor quer que o time sempre ganhe. Eu já fui torcedor e sei como é. Mas não dá para fazer isso toda hora. Não é possível que uma equipe que esteja na zona de classificação do Estadual e da Copa do Nordeste, além da terceira fase da Copa do Brasil, e só vão falar de queda de rendimento? Será que nunca vai estar bom?”, rebateu o treinador.

Leia também: 

Leston volta a se esquivar sobre suspensão de Pipico no Santa 

Santa vence Central por 1x0 no Arruda 

Tricolores admitem atuação irregular, mas valorizam vitória 

Leston Júnior também fez questão de citar as dificuldades enfrentadas pelo clube e elencou algumas delas. “Temos vários problemas no dia a dia, como limitação orçamentária e série de lesões. A exigência parece sempre ser muito alta aqui. Parece que o Santa é o clube de Pernambuco que tem de dar espetáculo. Nunca vendi isso. O Santa Cruz tem de subir à Série B para que esse meu discurso não aconteça”, argumentou o técnico.

Para o comandante tricolor, as cobranças sobre o Santa são sempre a mais fortes, considerando-as como duras. “É a primeira vez que eu falo disso aqui. Acho que a ótica é negativa. Eu não creio que a gente vai jogar bem toda vez. Já jogamos melhor do que contra o Central, como contra o Náutico, pela Copa do Nordeste, e não ganhamos, por exemplo. Se tivéssemos colocado bola trave, pressionado o Central e não vencesse, aposto que o torcedor iria querer vencer como a gente venceu”, pontuou Leston Júnior.

Na temporada 2019, o Santa Cruz já disputou 16 partidas – oito vitórias, cinco empates e três derrotas. Até aqui, o clube se classificou para a terceira fase da Copa do Brasil, sendo o único representante do Estado vivo na competição, e ainda está no G4 do Campeonato Pernambucano e da Copa do Nordeste. No Estadual, ocupa a 3ª posição, com 16 pontos, e ainda briga pela liderança na nona e última rodada. Já no Regional, o Tricolor é o líder do Grupo A, com nove pontos.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: