Nota oficial do Santa Cruz
Nota oficial do Santa CruzFoto: Santa Cruz/divulgação

O Santa Cruz explicou como funciona o recebimento de cotas. De acordo com Frederico Dias, ex-diretor de futebol e atualmente membro do Núcleo de Gestão Administrativo Financeiro, todas as receitas são bloqueadas pela 12ª Vara do Trabalho. Segundo ele, a premiação sofre desconto de pelo menos 36% (5% INSS; 5% Direito Arena; 6% FPF e pelo menos 20% da Justiça do Trabalho) de cada verba. O clube ainda não recebeu os valores relativos ao contrato da FOX e nem da 2ª fase das Copas do Brasil e do Nordeste.

Leia também:
Dentro e fora de campo: como o Santa conduz seu planejamento
Santa Cruz cumpre metas inicias e foca agora nos mata-matas
Premiação bruta: Santa ganha mais de R$ 5 milhões com cotas

O ex-dirigente tricolor também relatou que a liberação do saldo de receitas pela 12ª Vara do Trabalho é exclusiva para pagamentos de salários dos funcionários e dos atletas, além de acordos trabalhistas. Em sua rede social (Twitter), Frederico Dias esclareceu as dificuldades enfrentadas pelo clube.

“Ainda pagamos muito caro pela forma de fazer futebol: ‘contrata que a torcida paga’. Serão necessários anos de muita austeridade e pés no chão para recuperamos o grau de investimento de um clube de futebol do porte do Santa Cruz. Não é à toa que as verbas do quadro de sócios têm sido a principal fonte de receita para pagamentos e investimentos. Precisamos chegar em 2019 a 10 mil sócios para podermos aumentar o investimento. Sei que muitos estão cobrando um investimento no futebol, mas pode ter certeza a diretoria vem trabalhando forte em busca de melhorar ainda mais nossa equipe. Dentro de nossa realidade, vamos investir. Todos nós, que fazemos a gestão do Santa, queremos um clube forte, vencedor e que nos traga orgulho. Mas precisamos fazer nossa parte: cobrar, fiscalizar, ir aos jogos e sobretudo sermos sócios. Vamos juntos, vamos em frente!”, comentou Fred Dias.

No Campeonato Pernambucano, o Santa recebeu R$ 1 milhão, em vez de R$ 950 mil, cifra do ano passado. Se juntar todas as cotas brutas até aqui – R$ 2,515 milhões (Copa do Nordeste), R$ 2,02 milhões (Copa do Brasil) e R$ 1 milhão (Estadual), o faturamento do clube chega a R$ 5, 517 milhões (sem contar os descontos da Federação, do direito de arena e os 20% de um acordo com a 12ª vara do Trabalho do Recife).

De acordo com o ex-diretor Frederico Dias, o Santa Cruz ainda não recebeu os valores relativos ao contrato da FOX e nem da 2ª fase das Copas do Brasil e do Nordeste. Já a cota do Campeonato Pernambucano e as premiações da 1ª fase da Copa do Brasil e do Nordestão foram debitadas.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: