Leston Júnior conquistou o acesso à Série B pelo Tupi/MG, em 2015
Leston Júnior conquistou o acesso à Série B pelo Tupi/MG, em 2015Foto: Felipe Couri/Tupi

 

As classificações seguidas do Santa Cruz às semifinais do Nordestão e para a quarta fase da Copa do Brasil, respectivamente, mudaram rapidamente a relação entre a torcida e o técnico Leston Júnior. Após uma enxurrada de críticas, tanto dos torcedores quanto da imprensa, o treinador refez as pazes com os tricolores, que enfim viram um futebol convincente da equipe. A atuação da Cobra Coral diante do ABC, no estádio do Arruda, na última quarta-feira, foi considerada a melhor no ano, com direito a goleada por 3x0 sobre os potiguares.

Leia também:

Santa bate seu recorde de público no ano e elenco exalta atmosfera

Leston Junior: elogios à torcida no 'melhor jogo' do Santa 

Santa passa por cima do ABC e avança na Copa do Brasil 

Depois de conviver com dias de pressão no cargo, tendo o método de trabalho questionado, Leston tem agora a torcida a seu favor. Além de selar a paz com os torcedores, o comandante conta com um ambiente interno favorável. Elenco e funcionários, por exemplo, receberam o salário do mês de março adiantado e estão com os vencimentos em dia.

A Folha de Pernambuco apurou que o presidente Constantino Júnior e a diretoria de futebol fizeram cobranças mais fortes ao técnico, mas em nenhum momento foi cogitada a sua demissão. Por outro lado, o protesto pacífico da uniformizada contra o mau momento do clube, às vésperas do mata-mata diante do CRB, deixou evidente o clima de incerteza.

Na atual temporada, o clube acumula mais alegria do que insucessos. Das cinco decisões disputadas, sendo três na Copa do Brasil, o Tricolor só foi eliminado em uma delas. A queda nas quartas de final do Campeonato Pernambucano para o Afogados da Ingazeira serviu como motivação para o elenco colocar um ponto final no assunto.

“Quando a gente foi eliminado no Pernambucano, eu disse que a dor estava guardada e que uma hora seria importante lembrar do fato. E o assunto Afogados esteve presente (no vestiário). Mostrei que o futebol permite um jogo atípico. Na ocasião, fomos incompetentes e carregamos esse peso. A partir de agora não falo mais daquela eliminação. Apagamos definitivamente a desclassificação para o Afogados”, revelou o treinador tricolor, em entrevista coletiva.

 

veja também

comentários

comece o dia bem informado: