Itamar Schülle, técnico do Santa Cruz
Itamar Schülle, técnico do Santa CruzFoto: Rafael Melo / Santa Cruz

Equilíbrio dentro de uma rivalidade histórica. Esse deve ser o cenário do jogo de logo mais entre Santa Cruz e ABC, em partida válida pela quarta rodada da Copa do Nordeste. O time potiguar que já chegou a ser visto como visitante indesejado, deve encarar um Santa diferente de outros anos, especialmente, quando o nível da partida passa a ser medido milimetricamente na balança. Dito isso porque, em nove duelos foram quatro vitórias para cada lado e somente um empate ao longo da competição, histórico que hoje faz pesar o momento vivido por cada clube no torneio.

De um lado, o Santa vai para a partida segurando a lanterna do Grupo B com apenas um ponto e, para mudar da situação mais do que incômoda, deve deixar de lado o discurso e reativar as energias em campo, e na prática se recuperar dos resultados negativos atingidos até aqui. Por outro, o Alvinegro potiguar figura na sexta colocação do Grupo A, com quatro pontos e busca manter a regularidade neste início de temporada.

Retrospecto
Não é novidade que Santa Cruz e ABC protagonizam hoje um dos clássicos mais tradicionais do Nordeste, carregado de histórias e boas lembranças para ambos os lados. Segundo levantamento do site oGol, as equipes já se enfrentaram em 29 oportunidades, de 12 de novembro de 1972 até 27 de julho de 2019, com 11 vitórias para cada lado, e sete empates. Como mandante, o Tricolor aparece em vantagem: em 14 jogos, foram oito triunfos e dois empates. Já em seu domínio, o Elefante figura com sete vitórias e cinco empates em 15 jogos disputados.

Pela Copa do Nordeste, as equipes acumulam nove confrontos. Em seis partidas realizadas no Arruda, o Santa mais uma vez leva a melhor com quatro vitórias e duas derrotas. Enquanto, em Natal, pela mesma competição, o ABC soma dois triunfos em cima dos corais e um empate. Ou seja, mesmo o time pernambucano apresentando certa vantagem no fator mando de campo, o duelo histórico entre as duas equipes é bastante equilibrado, com quatro vitórias para cada lado na “Lampions League”, lembrando, também, que o Tricolor ainda não conseguiu bater o adversário no Frasqueirão pelo regional.

Últimos confrontos importantes

Copa do Nordeste de 2018
Quando tudo parecia caminhar bem, os abecedistas cruzaram o caminho do Santa Cruz e se encarregaram de despachar o Tricolor nas quartas de final da Copa do Nordeste de 2018. A vaga entre os quatro melhores do torneio foi disputada em jogo de ida e volta. Em Natal, o Alvinegro venceu pelo placar mínimo, dependendo apenas de um empate para garantir a classificação no jogo da volta, no Arruda. Mas o Elefante quis mais e aplicou uma goleada de 4x1 no Recife para a frustração da massa tricolor, que assistiu o time avançar da fase de grupos sem nenhuma derrota no currículo.

Copa do Brasil 2019
No ano seguinte, o jogo virou e o Santa Cruz deu troco no Mais Querido potiguar, dessa vez pela Copa do Brasil. No Frasqueirão, os tricolores foram batidos por 1x0 e retornaram ao Recife precisando vencer por dois gols de diferença para garantir a classificação na quarta fase do certame nacional. A superioridade do elenco coral foi mostrada na prática no jogo da volta, no Arruda, quando a equipe comandada por Leston Júnior marcou três vezes, com Pipico abrindo o placar de cabeça, após Augusto bater escanteio, depois Charles assumiu o protagonismo, soltando uma bomba em cobrança de falta e anotando o segundo e, por último, Pipico balançando as redes mais uma vez, no segundo tempo, de pênalti para fechar a conta para o Santa Cruz, inclusive a bancária, que recebeu saldo extra de R$ 1,9 milhão.

Leia também:
Sem poupar titulares, Santa resiste à expulsão e bate Salgueiro
Santa Cruz oficializa acerto com polivalente Chiquinho
Victor Rangel é regularizado e está à disposição de Schulle

veja também

comentários

comece o dia bem informado: