Grupo chamado Intervenção Popular Coral ganhou força
Grupo chamado Intervenção Popular Coral ganhou forçaFoto: Cortesia/Intervenção Popular Coral

O Movimento Intervenção Popular (IPC), formado por torcedores do Santa Cruz que apoiam a reforma estatutária do Santa Cruz, anunciou em suas redes sociais o afastamento do advogado João Santana, Conselheiro do clube coral e um dos líderes do movimento, na noite desta terça-feira (31). O motivo, foi uma postagem do conselheiro em sua conta pessoal do twitter parabenizando os 56 anos do Golpe Militar de 1964.

"Parabéns aos militares pelos 56 anos da contra-revolução de 1964, se não fosse aquele movimento heroico hoje seríamos uma mistura de Cuba com Venezuela", escreveu o advogado. 

A resposta do IPC chegou depois da vasta repercussão e movimentação de torcedores corais, que em sua maioria, reprovou o post. "Por sermos um movimento plural e democrático admitimos todos os pensamentos divergentes de nossos componentes e apoiadores, inclusive, opiniões políticas antagônicas, contudo, o tema em questão transcende a política e é justamente por defendermos a democracia em nosso clube que não podemos compactuar com pensamentos antidemocráticos desta natureza. Por estas razões, o sr João Santana foi removido da direção do Movimento Intervenção Popular Coral”, diz a nota do movimento.

Leia também:
AGE para votação da reforma do estatuto do Santa Cruz será adiada
Santa se posiciona sobre Assembleia Geral para votação da Reforma do Estatuto

Antes da decisão ser decretada, coletivos políticos como o Movimento Coralinas, Democracia Santacruzense e Coral Antifascista se posicionaram contra a declaração e cobraram um posicionamento do IPC. Depois de alguns minutos, a postagem do agora ex-integrante do movimento foi apagada pela própria rede social.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: