Presidente do Santa Cruz, Constantino Júnior
Presidente do Santa Cruz, Constantino JúniorFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Em meio às prerrogativas para o retorno do futebol nacional e local, o Santa Cruz não trabalha com pressa para retornar aos jogos, em meio à pandemia do novo coronavírus. Pelo contrário. O presidente do clube, Constantino Júnior, inclusive, vem explicitando um discurso abrangente, atentando para a necessidade de que a diversa realidade financeira apresentada pelos clubes pernambucanos seja observada antes de qualquer passo “precipitado”. De acordo com o dirigente, a expectativa é que as entidades que gerenciam o futebol desenvolvam o protocolo mais coerente possível para a segurança sanitária de todos.

“Qualquer passo que seja dado tem que ser com muita segurança. Ainda assim, com bastante segurança, a gente pode ter intercorrências e dificuldades. O mínimo que esperamos é que tenha o máximo de segurança possível, utilizar a tecnologia para isso, entender como os clubes dos outros países estão fazendo. E ter isonomia, porque temos que entender que a nossa realidade é diferente. A gente não pode brincar de fazer futebol e esperamos das autoridades que organizam o futebol é que façam o protocolo mais correto possível” destacou.

No Campeonato Alemão, que retornou no último fim de semana, estão sendo respeitados distanciamento entre os jogadores na entrada em campo e no banco de reservas, uso de máscaras para todos os envolvidos na partida, com exceção dos 22 titulares e árbitros. Alinhada com o protocolo europeu, mas procurando inovar, a CBF pretende implementar o teste olfativo nos atletas em preparação- apesar da possível testagem estar ainda em fase de experimento.

Leia também:
FPF planeja retorno do Estadual para julho
Presidente do Santa defende ‘bom senso’ para tomada de decisões pós-pandemia
Em meio à crise, Santa arrecada pouco mais de R$ 24 mil em jogo virtual

Em Pernambuco, um teste de temperatura corporal para todos os envolvidos com a partida será custeado pela Federação Pernambucana de Futebol (FPF), segundo o presidente da entidade, Evandro Carvalho. O representante citou brevemente os esforços feitos pela FPF para possibilitar o retorno do futebol. “A federação está fazendo os investimentos que tem que fazer para ajudar os clubes quando puderem retornar. Nossa expectativa é que na segunda quinzena de junho nós possamos voltar a treinar”.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: