A-A+

Santa de olho em porcentagens para 2020

Tricolor mantém 30% dos direitos econômicos de Raniel e 40% sobre João Paulo

João Paulo foi um dos destaques do Santa entre 2015 e 2016João Paulo foi um dos destaques do Santa entre 2015 e 2016 - Foto: Jedson Nobre/ Folha de Pernambuco

Nem só de contratações vive o Santa Cruz. Diferente do que foi visto algum tempo atrás e já podendo contar com 11 reforços para a temporada 2020, o Tricolor vislumbra ganhar uma “gordurinha” também no setor financeiro. Isso porque a Cobra Coral detém 30% dos direitos econômicos de Raniel, que recentemente foi anunciado como a primeira contratação do Santos para o próximo ano, e 40% sobre o meia João Paulo, atualmente no Botafogo/RJ. Os percentuais devem chegar aos cofres do José do Rego Maciel em caso de futuras negociações envolvendo os jogadores.

Além dos valores sobre Raniel e João Paulo, o Santa ainda tem nas mangas 30% dos valores econômicos do volante Charles, que se despediu do Arruda na semana passada, quando foi anunciado como o novo reforço do Remo para a disputa da Série C do próximo ano. Com passagem exitosa pelo Santa Cruz em 2015 e 2016, João Paulo continua sendo sondado por clubes dos Estados Unidos e da Europa. Enquanto Raniel, que estava no São Paulo, chegou ao time da Vila Belmiro sem que houvesse negociação financeira envolvida.

O que aconteceu foi um acordo de troca de jogadores entre os rivais paulistas -o meia-atacante Vitor Bueno estava emprestado ao São Paulo pelo Santos e vai permanecer defendendo as cores do tricolor paulista até 2023 e Raniel, que estava no São Paulo, acertou com o Santos também por quatro temporadas. Por não ter sido um acordo financeiro, o Santa não tem direito a receber esses 30% no momento, apenas em caso de futuras negociações, lembrando também que o Tricolor do Arruda é o clube formador do jovem.

Raniel surgiu do futebol de salão do Santa. Pelo manejo e destaque que já apresentava com a bola nos pés, o atleta de 23 anos passou para o campo e se adaptou. Em 2014, disputou a Copa São Paulo de Futebol Júnior e, logo depois, foi promovido ao elenco profissional da Cobra Coral daquele ano, quando disputou cinco jogos. Já em 2015, o atacante vestiu a camisa tricolor em 15 oportunidades e marcou dois gols.

No ano seguinte, Raniel entrou em campo pelo Santa 21 vezes. Apesar de um início de carreira conturbado, o bom desempenho nas quatro linhas rendeu bons frutos ao garoto, que ainda arrastou dois títulos pernambucanos, justamente em 2015 e 2016, e uma Copa do Nordeste, dando assistência, inclusive, para Bruno Moraes fazer o segundo gol, que selou a vitória da Cobra Coral por 2x1, no primeiro jogo da final contra o Campinense, no Arruda.

Leia também:
Mesclada, espinha dorsal do Santa toma forma
Paulinho, ex-Náutico, assina com o Santa Cruz

Veja também

Série D define dois últimos clubes que subirão à Série C de 2022
Futebol

Série D define dois últimos clubes que subirão à Série C de 2022

Dá, sim, para acreditar no acesso, Timbu!
Que Golaço!

Dá, sim, para acreditar no acesso, Timbu!