Santa domina Náutico e garante vaga na semifinal do Estadual

No Clássico dos Clássicos de número 400, Tricolor dominou todo o confronto e bateu rival pelo placar de 2x0, no Arruda

Elenco do Santa CruzElenco do Santa Cruz - Foto: Leo Malafaia/Folha de Pernambuco

A superioridade do Santa Cruz marcou o histórico 400º Clássico das Emoções, realizado na tarde deste domingo (1º), no estádio do Arruda. No primeiro encontro entre as equipes em 2020, o Tricolor do Arruda bateu o Alvirrubro por 2x0 e chegou aos 19 pontos. Com o resultado, além de se consolidar na liderança, garantiu vaga na semifinal da competição com duas rodadas de antecedência. Do lado do time da Rosa e Silva, o Timbu termina a rodada na quarta posição, e chega ao quarto jogo consecutivo sem vitórias na temporada. Agora, o Santa volta a entrar em campo na quarta-feira, quando visita o Atlético/GO, pela Copa do Brasil. No mesmo dia, o Náutico visita o CRB pela Copa do Nordeste.

Jogando em seus domínios, o Santa Cruz foi superior ao rival já durante toda a primeira etapa. Paulinho e João Cardoso tinham facilidade para jogar nas costas de Josa e Luanderson. Assim, o Tricolor chegava com frequência ao ataque e os números comprovam isso. Nos 45 minutos iniciais, foram 11 finalizações dos mandantes contra apenas uma do Timbu. Entretanto, ansiosa, a equipe do Arruda arrematava mal e só duas bolas foram em direção ao gol defendido por Jefferson. Pelo lado alvirrubro, o ataque era anulado com facilidade pelo sistema defensivo coral. Com Kieza preso à marcação, Erick e Jhonnatan chegaram a trocar de lado, e na única chance do time dos Aflitos, o camisa 33 achou Hereda livre pela direita, mas o lateral bateu fraco para fácil defesa de Maycon Cleiton.

Na volta do intervalo, o panorama era o mesmo. Com seis minutos, o Santa Cruz já havia chegado com perigo em três oportunidades. Duas vezes com Mayco Félix e uma com William Alves. Aos 15, Itamar Schulle lançou o estreante Chiquinho na partida no lugar de Jeremias. Quando o Náutico apresentava leve evolução na partida, acabou sendo castigado. Principal jogador do clássico, Paulinho roubou a bola do lado esquerdo de ataque e deu ótimo lançamento para Victor Rangel. O atacante coral dominou bem e deu um tapa de perna esquerda para vencer Jefferson e abrir o marcador, aos 19 minutos. Atrás no placar, o alvirrubro só assustou a meta coral aos 29, na única aparição de Kieza. Cinco minutos mais tarde, Feliphe Gabriel, que acabara de entrar em campo, fez bom cruzamento para William Alves dar números finais ao duelo.

Ficha do jogo

Santa Cruz 2
Maycon; Toty, William Alves, Danny Morais e Júnior (Feliphe Gabriel); Bileu, Paulinho (André), João Cardoso; Mayco Félix, Jeremias e Victor Rangel. Técnico: Itamar Schulle.

Náutico 0
Jefferson; Hereda, Ronaldo Alves (Fernando Lombardi), Diego Silva (Rafael Ribeiro) e Wilian Simões; Josa, Luanderson (Jorge Henrique) e Jean Carlos; Erick, Jhonnatan e Kieza. Técnico: Luciano Cardoso (auxiliar)

Local: Arruda (Recife/PE)
Árbitro: Rodrigo Jose Pereira de Lima. Assistentes: Bruno Cesar Chaves Vieira e Humberto Martins Dias Silva
Gols: Victor Rangel (aos 19 do 2ºT) e William Alves (aos 34 do 2ºT) (STA)
Cartões amarelos: William Alves, Victor Rangel (STA); Marcão, Wilian Simões, Luanderson, Jhonnatan (NAU)

Veja também

Mundial de Handebol: Brasil perde para Hungria por 29 a 23
Handebol

Mundial de Handebol: Brasil perde para Hungria por 29 a 23

Ídolo do Sport, Fumagalli vai ao hotel rubro-negro em São Paulo para apoiar jogadores
Sport

Ídolo do Sport, Fumagalli vai ao hotel rubro-negro em São Paulo para apoiar jogadores