A-A+

Santa e Sport aceitam convite e estreiam em casa no Sub-23

Chamados novamente pela CBF, clubes pernambucanos participam pela segunda vez do Brasileiro de Aspirantes, que chega à terceira edição

A terceira edição do Brasileiro de Aspirantes (Sub-23) começa no dia 23 de maioA terceira edição do Brasileiro de Aspirantes (Sub-23) começa no dia 23 de maio - Foto: Divulgação/internet

Convidados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o Santa Cruz e o Sport aceitaram participar da 3ª edição do Campeonato Brasileiro de Aspirantes (Sub-23), que já começa no dia 23 de maio. Os pernambucanos estreia em casa na competição de base, com os tricolores recebendo o Ceará, no dia 24 deste mês, no estádio do Arruda, às 15h, pelo Grupo A, e os rubro-negros enfrentando o Paraná Clube/PR, na Ilha do Retiro, no dia 23, às 15h, pelo Grupo B.

Assim como em 2018, 16 clubes participam do Brasileiro de Aspirantes 2019 (Sub-23). O número de nordestinos, por exemplo, subiu de quatro para cinco em relação ao ano passado. Santa Cruz, Sport, Bahia, Vitória, todos presentes na edição anterior, e Ceará são representantes do Nordeste este ano. O detalhe é que cinco equipes jogam pela primeira vez o torneio nacional: Ceará, Paraná, Corinthians, Goiás e Ponte Preta.

No ano passado, o São Paulo sagrou-se campeão do Brasileirão de Aspirantes, superando o Internacional na grande final. O Colorado, por sua vez, chegou à final da competição nas duas edições já realizadas. Em 2017, terminou como campeão, vencendo o Santos na decisão.

Além dos baianos Bahia e Vitória, o Santa e o Sport participaram pela primeira vez do Campeonato Brasileiro de Aspirantes (Sub-23) em 2018, mas caíram ainda na fase inicial. A campanha da Cobra Coral foi marcada por uma vitória (Grêmio), dois empates (Atlético/GO e Sport) e cinco derrotas (Athletico/PR, Goiás/GO, América/MG, São Paulo/SP e Vitória/BA) – aproveitamento de apenas 20% e 6º colocado do Grupo B, com cinco pontos. Já o Leão terminou na 7ª colocação do Grupo A, com oito pontos e 33% de aproveitamento: uma vitória (Figueirense), cinco empates, (Santa Cruz, Bahia, Chapecoense/SC, Santos e Avaí) e duas derrotas (Internacional e Coritiba).

O torneio nacional de base é custeado pela CBF, que arca com as despesas de logística (viagens, hospedagens e alimentação) e taxa de arbitragem. Quando o clube estiver na condição de visitante, a entidade vai pagar 24 passagens de ônibus em jogos de até 500 km de distância e 24 passagens aéreas em deslocamentos acima de 500 km.

A categoria Sub-23 funciona como um elo entre o profissional e as divisões de base dos clubes, além de abrir espaço para atletas acima dos 23 anos. 

Regulamento

Os 16 clubes participantes estão divididos em dois grupos com oito equipes em cada um. Na primeira fase, os times de uma chave enfrentam o da chave oposta em turno único, com os quatro primeiros colocados de cada lado se classificando. Na segunda fase, os quatro classificados de cada grupo formam uma nova chave, se enfrentando em turno e returno dentro do próprio grupo, onde os dois melhores de cada avançam ao mata-mata. Por fim, semifinal e final em jogos de ida e volta. O regulamento deste ano é igual ao de 2018.

O seguinte artigo do regulamento também está mantido para a edição de 2019: “Será permitida a utilização de até um (1) goleiro e três (3) atletas de linha com idade superior a 23 anos”. Esta edição é voltada para jogadores nascidos a partir de 1996, com no máximo oito que nasceram a partir de 2000.

O sistema de classificação ao torneio consistia nos 16 primeiros colocados do Ranking da CBF. Com as desistências, a inscrição chegou até o 28º colocado, que é justamente o Santa Cruz. No total, nove clubes entraram na competição através da lista de espera.

Chaves 

Grupo A: Grêmio, Corinthians, Bahia, Coritiba, Avaí, Goiás, Paraná e Santa Cruz

Grupo B: Santos, Athletico/PR, Internacional, Sport , Vitória, Ponte Preta, Figueirense e Ceará

Veja também

Náutico x CRB poderá ter 2,5 mil pessoas nos Aflitos
Futebol

Náutico x CRB poderá ter 2,5 mil pessoas nos Aflitos

Pernambuco libera volta parcial de público aos estádios
Futebol

Pernambuco libera volta parcial de público aos estádios