Santa estima concluir troca do gramado antes da estreia no Arruda

Boa parte da grama começou a ser retirada no início da semana para o campo receber uma nova. Clube acelera as obras

Grama está sendo retirada para o campo receber um novaGrama está sendo retirada para o campo receber um nova - Foto: José Brito/Folha de Pernambuco

A um pouco mais de um mês do primeiro jogo em casa na temporada 2019 - contra o América, no dia 20 de janeiro, pela rodada de estreia do Campeonato Pernambucano -, o Santa Cruz corre o contra o tempo e acelera as obras no gramado do Arruda, que foram iniciadas no fim de outubro deste ano. Após a conclusão da primeira etapa do processo de troca - fertilização do campo, com uso dos herbicidas, incremento de adubo natural e acompanhamento de vistorias sanitárias para a prevenção de pragas e outras doenças -, que durou quase quatro semanas, boa parte da grama começou a ser retirada na última segunda-feira.

Leia também:
Troca de gramado no Arruda a passos lentos 
Torcida aguarda reformas estruturais, e Santa inicia troca do gramado 
Santa Cruz programa troca do gramado do Arruda para outubro 

A diretoria estima que a restauração do campo seja concluída até a segunda quinzena de janeiro, ficando apto, assim, para receber o Santa na estreia como mandante. Depois que a grande parte do gramado for retirado, o terceiro passo é nivelar o terreno, preparar a área e plantar a nova grama, do tipo bermuda celebration, com folhas finas, de rápido enraizamento e poder de recuperação de danos. Inclusive, é a mesma utilizada nas arenas que foram sedes na Copa do Mundo.

De acordo com o presidente Constantino Júnior, a mudança está sendo feita por estágios e por isso o piso ficou com um aspecto estranho (queimado). O desejo inicial era mudar todo o campo, mas por falta de recursos financeiros não há como trocá-lo por inteiro. Além disso, a manutenção completa demandaria um longo tempo. O custo total da reforma do gramado gira em torno de R$ 200 mil.

A última vez que o Arruda teve a grama trocada foi em 2009, quando precisou de uma nova cara para receber Brasil x Paraguai pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010, na gestão do ex-presidente Fernando Bezerra Coelho. De lá pra cá, a Comissão Patrimonial fez manutenções recorrentes para requalificar o campo. Apesar de tantos reparos, o excesso de treinos e o período de chuvas castigam a cancha. Seu estado precário sempre foi alvo de críticas da torcida.

Veja também

Hélio se diz "muito satisfeito" e destaca personalidade da equipe em nova vitória na Série B
Náutico

Hélio se diz "muito satisfeito" e destaca personalidade da equipe em nova vitória na Série B

Em tarde de Alex Alves, Náutico vence Botafogo por 3 a 1 e segue 100% na Série B
Série B

Em tarde de Alex Alves, Náutico vence Botafogo por 3 a 1 e segue 100% na Série B